sexta-feira, 18 de maio de 2012

VERGONHA NACIONAL


Vergonha nacional

Este é o País das Excepções. Afinal, o pagamento da crise não é igual para todos. Os cortes são só para alguns. Os senhores que comem caviar, que se banham em perfumes, que se passeiam de Bentley e jogam golfe não podem ser prejudicados nas suas vidinhas. Era descaramento a mais do Governo tratar todos de forma igual.
17 Maio 2012

Por:Rui Rangel, Juiz Desembargador


Rapazes bens cheirosos, charmosos e de porte elegante merecem o estatuto de excepção. É justo. Os que vieram ao mundo para sofrer e suportar a canga dos sacrifícios é que devem pagar a crise. Pensar de outra forma é revelador de inveja, sentimento mais mesquinho do indivíduo. E se refilarem, porrada neles.

Com o fim do colonialismo, em que tínhamos brancos e negros, agora temos brancos de primeira, segunda e terceira categorias. É a estratificação social mais adequada e proporcional à importância do custo e do cheiro do perfume de cada um. É assim que está o País, cheio de gente que luta sem esperança. Tiram-lhes tudo sem sequer pedir licença. E todos consentem no silêncio do sofrimento.

Para além do estatuto de excepção, o Governo criou uma espécie de apartheid social. Obrigar os homens do caviar a conviver, no mesmo espaço social, com gente que nada tem, mal nutrida e que não é solidária com o estatuto de excepção é de uma violência sem limites e piedade. Só a razão pública pode potenciar a criação de sociedades menos injustas.

Governar é fazer escolhas. As escolhas foram feitas e a lista dos privilegiados, que gozam deste estatuto de excepção, tem crescido.

No Orçamento para a Assembleia da República, aprovado por todos os partidos, os deputados e os funcionários da AR mantêm os subsídios de férias e de Natal em 2012; à semelhança do que se passa na TAP Portugal, para a SATA, para a CGD e para o Banco de Portugal.

Reparem bem: este ano, o Governo autorizou vinte e três empresas e institutos públicos a terem regras mais abertas e flexíveis no que toca às reduções salariais, quer dos trabalhadores, quer dos gestores. Os principais beneficiários das excepções são os administradores de empresas públicas, que levaram muitas delas à ruína financeira.

A lista está a crescer não na medida das necessidades, mas da ganância: CTT, NAV, ANA, Parque Expo, Instituto Nacional de Estatística e Infarmed…

Haja decoro! Nenhuma razão pública justifica esta afronta de excepção na não partilha dos sacrifícios.

É muito injusta a sociedade que estamos a criar.

JACQUES AMAURY SOBRE PORTUGAL


ARTIGO DE JACQUES AMAURY

SOCIÓLOGO E FILÓSOFO FRANCÊS, ACERCA DE PORTUGAL
NADA QUE NÃO SAIBAMOS MAS QUE CONVÉM RECORDAR

Um artigo de Jacques Amaury, sociólogo e filósofo francês, professor na Universidade de Estrasburgo.

"Portugal atravessa um dos momentos mais difíceis da sua história que terá que resolver com urgência, sob o perigo de deflagrar crescentes tensões e consequentes convulsões sociais.

Importa em primeiro lugar averiguar as causas. Devem-se sobretudo à má aplicação dos dinheiros emprestados pela CE para o esforço de adesão e adaptação às exigências da união.
Foi o país onde mais a CE investiu "per capita" e o que menos proveito retirou. Não se actualizou, não melhorou as classes laborais, regrediu na qualidade da educação, vendeu ou privatizou mesmo actividades primordiais e património que poderiam hoje ser um sustentáculo.

Os dinheiros foram encaminhados para auto-estradas, estádios de futebol, constituição de centenas de instituições público-privadas, fundações e institutos, de duvidosa utilidade, auxílios financeiros a empresas que os reverteram em seu exclusivo benefício, pagamento a agricultores para deixarem os campos e aos pescadores para venderem as embarcações, apoios estrategicamente endereçados a elementos ou a próximos deles, nos principais partidos, elevados vencimentos nas classes superiores da administração pública, o tácito desinteresse da Justiça,
frente à corrupção galopante e um desinteresse quase total das Finanças no que respeita à cobrança na riqueza, na Banca, na especulação, nos grandes negócios, desenvolvendo, em contrário, uma atenção especialmente persecutória junto dos pequenos comerciantes e população mais pobre.

A política lusa é um campo escorregadio onde os mais hábeis e corajosos penetram, já que os partidos cada vez mais desacreditados, funcionam essencialmente como agências de emprego que admitem os mais corruptos e incapazes, permitindo que com as alterações governativas
permaneçam, transformando-se num enorme peso bruto e parasitário.

Assim, a monstruosa Função Publica, ao lado da classe dos professores, assessoradas por sindicatos aguerridos, de umas Forças Armadas dispendiosas e caducas, tornaram-se não uma solução, mas um factor de peso nos problemas do país.

Não existe partido de centro já que as diferenças são apenas de retórica, entre o PS (Partido Socialista) e o PSD (Partido Social Democrata), de direita, agora mais conservador ainda, com a inclusão de um novo líder, que tem um suporte estratégico no PR e no tecido empresarial abastado.

Mais à direita, o CDS (Partido Popular), com uma actividade assinalável, mas com telhados de vidro e linguagem pública, diametralmente oposta ao que os seus princípios recomendam e praticarão na primeira oportunidade.

À esquerda, o BE (Bloco de Esquerda), com tantos adeptos como o anterior, mas igualmente com uma linguagem difícil de se encaixar nas recomendações ao Governo, que manifesta um horror atávico à esquerda, tal como a população em geral, laboriosamente formatada para o mesmo receio. Mais à esquerda, o PC (Partido comunista) menosprezado pela comunicação social, que o coloca sempre como um perigo latente e uma extensão inspirada na União Soviética, oportunamente extinta, e portanto longe das realidades actuais.

Assim, não se encontrando forças capazes de alterar o status, parece que a democracia pré-fabricada não encontra novos instrumentos.

Contudo, na génese deste beco sem aparente saída, está a impreparação, ou melhor, a ignorância de uma população deixada ao abandono, nesse fulcral e determinante aspecto. Mal preparada nos bancos das escolas, no secundário e nas faculdades, não tem capacidade de decisão, a não ser a que lhe é oferecida pelos órgãos de Comunicação. Ora e aqui está o grande problema deste pequeno país; as TVs as Rádios e os Jornais, são na sua totalidade, pertença de privados ligados à alta finança, à industria e comercio, à banca e com infiltrações accionistas de vários países.

Ora, é bem de ver que com este caldo, não se pode cozinhar uma alimentação saudável, mas apenas os pratos que o "chefe" recomenda.

Daí a estagnação que tem sido cómoda para a crescente distância entre ricos e pobres.
A RTP, a estação que agora engloba a Rádio e TV oficiais, está dominada por elementos dos dois partidos principais, com notório assento dos sociais-democratas, especialistas em silenciar posições esclarecedoras e calar quem levanta o mínimo problema ou dúvida. A selecção dos
gestores, dos directores e dos principais jornalistas é feita exclusivamente por via partidária. Os jovens jornalistas, são condicionados pelos problemas já descritos e ainda pelos contratos a
prazo determinantes para o posto de trabalho enquanto, o afastamento dos jornalistas seniores, a quem é mais difícil formatar o processo a pôr em prática, está a chegar ao fim. A deserção destes, foi notória.

Não há um único meio ao alcance das pessoas mais esclarecidas e por isso, "non gratas" pelo establishment, onde possam dar luz a novas ideias e à realidade do seu país, envolto no conveniente manto diáfano que apenas deixa ver os vendedores de ideias já feitas e as cenas
recomendáveis para a manutenção da sensação de liberdade e da prática da apregoada democracia.

Só uma comunicação não vendida e alienante, pode ajudar a população, a fugir da banca, o cancro endémico de que padece, a exigir uma justiça mais célere e justa, umas finanças atentas e cumpridoras, enfim, a ganhar consciência e lucidez sobre os seus desígnios.

DE LISBOA A MAPUTO: O BENFICA EM ÁFRICA

PROJECTO PORTA 21


“Com uma extensa área de indústria transformadora - construção e reparação naval, cimento, pasta para papel e adubos -, construção e obras públicas, a região de Setúbal é das mais afectadas, a nível nacional, pelo número crescente de desempregados. No espaço de um ano, entre Março de 2011 e o último mês, o número de desempregados na região de Lisboa e Vale do Tejo passou de 163.803 para mais de 200 mil, dos quais mais de 51 mil somente no distrito de Setúbal.”

(in O Setubalense 30-04-2012).

No sentido de inverter esta tendência foi criado o Projeto Porta 21. O Projeto Porta 21 pretende estimular a capacidade criativa e empreendedora dos nossos cidadãos, proporcionando-lhes os apoios necessários à criação ou desenvolvimento dos seus projetos.


Pretende-se que este seja um espaço de incubação e implementação de novas ideias de negócio, onde os empreendedores podem criar e exercer as suas atividades.

Se é empreendedor, se tem um projeto para realizar contacte-nos

Se tem um negocio ou uma empresa e se fornece um serviço com qualidade? Se fornece um serviço competitivo? Se tem todas as qualidades de uma empresa competente, fiável e de rápida resposta? Se deseja auxiliar os novos empreendedores na perseguição dos seus objetivos? Junte-se a nós.

A parceria com o Projeto Porta 21 não tem qualquer custo mas apresenta as seguintes vantagens:

· Maior Visibilidade

· Mais possibilidade de realização de negócios

Aproveitamos também a oportunidade para divulgar o nosso site: http://porta21.tk e colocamo-nos à sua inteira disposição para prestar-lhe quaisquer esclarecimentos.

Cumprimentos,

Rui Pereira

APOIAMOS OS SEUS PROJETOS


http://porta21.tk

projetoporta21@gmail.com

Tel (+351) 96 000 24 22

Fax (+351) 265 000 686

4º ENCONTRO DE COROS DE SETÚBAL


quinta-feira, 17 de maio de 2012

PAGAM OS CONTRIBUINTES


OS GREGOS VÃO DE NOVO A ELEIÇÕES


Opinião
Jogos de guerra
Por VIRIATO SOROMENHO MARQUES
DIÁRIO DE NOTÍCIAS-17-05-2012


Os gregos vão de novo para eleições, em junho. Nesse mês, se falharem as transferências ao abrigo do segundo resgate, a Grécia entrará em incumprimento. O provável futuro primeiro-ministro helénico, o presidente do Syriza, o jovem Alexis Tsipras, já conseguiu uma quase vitória. Se os pagamentos não forem efetuados, a Grécia não sairá da Zona Euro, ela será expulsa de facto pelos credores, com a Alemanha à cabeça. Trata-se de um triplo ónus: legal, político e económico, que cairá inteiramente sobre Berlim. Vejamos melhor. Lincoln aceitou entrar em guerra contra os Estados Confederados na base de uma razão jurídica simples: a Constituição federal dos EUA não prevê a saída legal de nenhum estado. Ora, a lei europeia está do lado dos gregos. Na formação da Zona Euro há um silêncio total sobre a possibilidade de saída dos Estados. E no Tratado de Lisboa, o artigo 50.º só prevê a possibilidade de saída voluntária dos países da UE, nunca a sua expulsão. Em segundo lugar, expulsar os gregos numa altura em que eles estão em processo de eleições seria violar o sacrossanto princípio da soberania popular, o princípio de ética pública que separa a democracia de todos os tipos de barbárie. Em terceiro lugar, expulsar a Grécia nesta altura, quando a Itália e a Espanha estão debaixo de fogo no mercado da dívida, e quando a banca espanhola vê os seus ativos fortemente desvalorizados pelo impacto duradouro da bolha imobiliária, seria lançar a UE num vendaval de perdas de rating, forçando o BCE a abrir desesperadamente a bolsa, em muito mais do que os escassos milhares de milhões de euros que Atenas vai precisar para flutuar. Nos jogos de guerra, pisam-se os direitos, mas é sempre preciso fazer bem as contas. Hollande e Merkel já terão jantado sobre o assunto.

FRANÇA NÃO RATIFICA PACTO ORÇAMENTAL


França não ratifica Pacto Orçamental Europeu sem medidas de crescimento

17 Maio 2012 09:18
Lusa

A França não vai ratificar o Pacto Orçamental Europeu se o documento não contemplar medidas de estímulo ao crescimento da economia, reiterou hoje o novo ministro das Finanças francês, Pierre Moscovici.
"O que já foi dito muito claramente foi que o tratado não será ratificado, e que deve ser complementado com um capítulo dedicado ao crescimento, com uma estratégia para o crescimento", afirmou hoje o ministro, no canal de notícias francês BFMTV.

A renegociação do Pacto Orçamental Europeu foi uma promessa de campanha do Presidente da República, François Hollande.

O conselho de ministros, nomeado na quarta-feira, reúne-se hoje à tarde pela primeira vez.
TERÁ O GOVERNO FRANCÊS FORÇA PARA ENFRENTAR OS ALEMÃES? AGUARDEMOS OS PRÓXIMOS DESENVOLVIMENTOS DAS NEGOCIAÇÕES!

ESPANHA ENTROU EM RECESSÃO




Oficial: Espanha entrou em recessão

Económico com Lusa
17/05/12 08:47


Espanha atinge nível crítico e dispara alarmes em Bruxelas

Espanha paga juros mais altos para emitir dívida

INE confirma recessão em Espanha, economia recua 0,3% no primeiro trimestre.

Espanha entrou oficialmente em recessão económica, depois de registar no primeiro trimestre do ano uma queda de 0,3% do PIB, valor idêntico à queda registada no final de 2011.

Dados oficiais divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) espanhola confirmam assim a recessão técnica do país - pelo menos dois trimestres consecutivos de crescimento negativo -, impulsionada pela queda do consumo e do investimento.

É a segunda vez desde a crise que Espanha entra em recessão, depois de, a partir do quarto trimestre de 2008, ter entrado em queda de crescimento, situação que se manteve até ao inicio de 2010.

Comparativamente à situação há um ano, a economia espanhola recuou 0,4%, depois de sete meses consecutivos de crescimento (face ao ano anterior).

Segundo o INE, o contributo cada vez mais negativo da procura nacional não chegou a ser totalmente compensado pela contribuição positiva das exportações.

O emprego da economia, medido em termos de postos de trabalho equivalentes a tempo completo, caiu a um ritmo de 3%, o que implica uma redução liquida de 650 mil postos de trabalho.

Os dados revelados confirmam que o consumo das famílias caiu 0,6 por cento em termos anuais e 1,1% face ao ultimo trimestre de 2011 e que o consumo do Estado recuou 5,2% face ao final de 2011.

PENSAMENTOS EM TEMPOS DE CRISE



A força fez os primeiros escravos, a sua covardia perpetuou-os.Jean Jacques Rousseau

As leis são sempre úteis aos que têm posses e nocivas aos que nada têm.
Jean Jacques Rousseau


A fingida caridade do rico não passa, da sua parte de mais um luxo; ele alimenta os pobres como cães e cavalos.
Jean Jacques Rousseau


Povos livres, lembrai-vos desta máxima: A liberdade pode ser conquistada, mas nunca recuperada.
Jean Jacques Rousseau


JORNAL DE NOTÍCIAS

14-05-2012

A. MARINHO E PINTO

Uma barata tonta (2)

Na semana passada respondi a três antigos bastonários que me atacaram por eu ter chamado barata tonta à ministra da Justiça. Hoje respondo a Miguel Sousa Tavares que disse que, com essa crítica, eu dera um tiro na cabeça. Na minha! Descontando a imagética, vamos ao que interessa.

No Wikicionário a expressão «barata tonta» significa «pessoa confusa, pessoa desorientada» e na lista de expressões idiomáticas da língua portuguesa da Wikipédia significa «perdido, desorientado, sem saber o que fazer». Essa expressão já foi aplicada, sem alarido, a uma ministra da Educação de José Sócrates e à presidente do Brasil Dilma Rousseff. Vejamos então por que a aplico à ministra da Justiça.

Toda a sua atuação tem sido a de uma pessoa perdida e desorientada que se guia pela instabilidade dos seus estados de alma e pelas manchetes dos tabloides de Lisboa. Estes falam em corrupção? Logo ela anuncia que vai acabar com a «impunidade absoluta» da corrupção (como se isso dependesse de um ministro). Acusam o seu arqui-inimigo Isaltino de Morais de tentar atrasar um processo? Logo ela vem dizer que vai acabar com os expedientes dilatórios. Em vez de pôr os tribunais a decidir mais depressa e de punir quem abusa do direito, ela quer punir todos indiscriminadamente, cortando direitos mesmo a quem os exerceu corretamente, pois isso rende muito numa opinião pública em processo acelerado de fanatização.

Duarte Lima não pode ser extraditado para o Brasil? Ignorando a Constituição ela vai à TV dizer que sim. Os crimes do «estripador de Lisboa» já prescreveram? Ela afirma que vai aumentar os prazos de prescrição (embora depois se focalize mais no processo de Isaltino). Há julgamentos por furtos de valores insignificantes enquanto os grandes roubos ficam impunes? Logo ela anuncia que vai onerar os custos da Justiça para as vítimas desses pequenos delitos, assim desviando a atenção dos golpes de milhões dados sobretudo por antigos dirigentes do PSD que não foram a julgamento e sobre os quais ela nunca disse uma palavra. É convidada para ir à cerimónia de abertura do Congresso dos Advogados? Vai, agride moralmente quem a convidou e, numa insólita falta de respeito por todos, foge atabalhoadamente da cerimónia mal acabou o seu discurso com medo da resposta daquele que tão «corajosamente» acabara de atacar.

Muitos solicitadores de execução, incluindo o antigo presidente da respetiva Câmara, ficam com o dinheiro dos cidadãos e das empresas? Ela anuncia publicamente que há fraudes no sistema de apoio judiciário da OA, enxovalha publicamente os advogados e - pasme-se! - alia-se aos solicitadores no órgão de fiscalização das execuções. O Tribunal Constitucional tem um processo importante para o Governo? Ela pressiona-o publicamente para decidir no sentido que mais lhe convém. O bastonário critica-a? Ela retira à Ordem 1.400.000 euros anuais provenientes das custas judiciais pagas pelos clientes dos advogados. Fala-se que há uma justiça para ricos e outra para pobres? Logo acorre a dizer que é preciso acabar com essa diferença, como se não fosse, ela própria, a discreta advogada de alguns dos ricaços de Portugal.

A MJ é uma barata tonta também porque cria deliberadamente na opinião pública a ideia de que o mal da Justiça se deve apenas às leis e não também aos magistrados. Ela não tem uma palavra para o facto de estes se terem apropriado da justiça, violarem todos os prazos para praticar os seus atos processuais, demorarem, por vezes, anos a proferir as suas sentenças ou a decidirem recursos. Atente-se: em 1960 cada juiz concluía por ano 1069 processos, em 2000 esse número tinha baixado para 522 e em 2010 já só ia em 387 processos. E o que é que ela faz para corrigir isso?

E já não falamos da vergonha de tentar criminalizar o chamado enriquecimento ilícito em total violação da Constituição; de as prisões voltarem a estar a abarrotar; de as declarações dos arguidos no inquérito (mesmo perante os acusadores) valerem como prova em julgamento; de o juiz de instrução poder aplicar medidas de coação mais pesadas do que as pretendias pelo próprio MP; dos julgamentos sumários para crimes gravíssimos; da prisão obrigatória para crimes pouco graves; etc..

Uma ministra que assim age é ou não uma barata tonta?



Fonte: JN



ARMANDO VARA - ROBALOS E ALHEIRAS



A ORIGEM DAS PALAVRAS !...

Robalos e alheiras...


SUCATA, OS ROBALOS E AS ALHEIRAS

Quando perguntaram a Armando Vara o que tinha recebido de prenda de Manuel Godinho, respondeu que tinham sido ROBALOS... e acrescentou que lhe tinha retribuído com ALHEIRAS ...
Pois bem, estudos recentes da Universidade de Coimbra, da Faculdade de Ciências Criminais e Gatunagem Robótica Eléctrica às Vezes, concluiu que ROBALOS e ALHEIRAS, propiciam uma reacção química a que se deu o nome de :

http://2.bp.blogspot.com/-AjZEgntTyfY/TsVxMb_VLBI/AAAAAAAADPQ/8lJYGv7ccP8/s1600/robalheira.jpg

AÍ ESTÁ O POLVO EM TODO O SEU ESPLENDOR




AÍ ESTÁ O POLVO EM TODO O SEU ESPLENDOR


Carlos Moedas, Adjunto do 1º Ministro

Os arautos da transparência, têm como adjunto do primeiro-ministro, o senhor Carlos Moedas, que se veio agora a saber ter 3 empresas ligadas às Finanças, aos Seguros e à Imagem e Comunicação, tendo tido como sócios, Pais do Amaral, Alexandre Relvas e Filipe de Button a quem comprou todas as quotas em Dezembro passado.
Como clientes tem a Ren, a EDP, o IAPMEI, a ANA, aLibertySeguros entre outros.


Nada obsceno para quem é adjunto de PPC !!!

E não é que o bom do Moedas até comprou as participações dos ex-sócios para "oferecer" o bolo inteiro à mulher???!!!!. Diz ele à Sábado.


Não esquecer ainda que o Carlos Moedas é um dos homens de confiança do Goldman Sachs, a cabeça do Polvo Financeiro Mundial, onde estava a trabalhar antes de vir para o Governo.


Também o António Borges é outro ex- dirigente do Goldman e que agora está a “orientar” as Privatizações da TAP, ANA, GALP, Águas de Portugal, etc.



Adoro estes liberais de trazer por casa, dependentes do Estado, quer para um emprego, quer para os seus negócios.

quarta-feira, 16 de maio de 2012

OS PREÇOS DOS COMBUSTÍVEIS - COMPAREM.

Os preços dos combustíveis no planeta ...

Eles tomam-nos por idiotas!
E, NÓS SOMOS MESMO IDIOTAS!

COMPAREM-SE OS PREÇOS DOS COMBUSTÍVEIS EM PORTUGAL, NA EUROPA E NO MUNDO:

Bélgica - diesel 1,222!
França - diesel 1,294!
Azerbaijão - Diesel 0,31 euros
Egipto - Diesel 0,14 Euros
Etiópia - Super 0,24 EUR
Bahamas - Diesel 0,25 EUR - SERÁ QUE TODOS
ESTES TAMBÉM TÊM POÇOS DE PETRÓLEO?
Bolívia - Super 0,25 EUR
Brasil - Diesel 0,54 EUR
China - Normal 0,45 EUR
Equador - Normal 0,24 EUR
Gana - Normal 0,09 EUR!!!!!!!
Gronelândia - Super 0,50 Euros
Guiana - Normal 0,67 EUR
Hong Kong - Diesel 0,84 Euros
Índia - Diesel 0,62 EUR
Indonésia - Diesel 0,32 EUR
Iraque - Super 0,60 EUR
Cazaquistão - Diesel 0,44 EUR
Qatar - Super 0,15 Euros
Kuwait - Super 0,18 Euros
Cuba - Normal 0,62 EUR - SERÁ QUE TODOS
ESTES PAÍSES TAMBÉM TÊM POÇOS DE PETRÓLEO?
Líbia - Diesel 0,08 Euros!!!!!!!
Malásia - Super 0,55 Euros
México - Diesel 0,41 EUR
Moldávia - Normal 0,25 EUR - SERÁ QUE ESTES
TAMBÉM TODOS ESTES PAÍSES TÊM POÇOS DE PETRÓLEO?
Omã - Super mais 0,20 euros
Perú - Diesel 0,22 EUR .
Filipinas - Diesel 0,69 EUR
Russia - Super 0,64 Euros
Arábia Saudita - Diesel EUR 0,04650 !!!!!!
Gasolina 91- 0,08370
África do Sul - Diesel 0,66 EUR - SERÁ QUE TODOS
ESTES PAÍSES TAMBÉM TÊM POÇOS DE PETRÓLEO?
Suazilândia - Super 0,10 ! Euros!!!!! SERÁ QUE ESTES
TAMBÉM TÊM POÇOS DE PETRÓLEO?
Síria - Diesel 0,10 Euros!!!!!
Trinidad - Super 0,33 - EUR SERÁ QUE ESTES
TAMBÉM TÊM POÇOS DE PETRÓLEO?
Tailândia - Super 0,65 EUR
Tunísia - Diesel0,49 EUR
EUA - Diesel 0,61 Euros
Venezuela - Diesel 0,07 EUR!!!!!
Emiratos Árabes Unidos - Diesel 0,18 Euros
Vietname - Diesel 0,55 EUR
Ucrânia - Diesel 0,51 EUR
Portugal - Diesel ? 1,495!

É brutal!!!


É inacreditável, não é?

Bem sei que os países da U.E. têm outras responsabilidades sociais que muitos outros não têm e fazem incidir impostos sobre os combustíveis para esse fim.
Mas há que convir que a margem é enorme, não se compreendendo de maneira nehuma os preços exorbitantes, incomportáveis, praticados nos últimos anos em Portugal.
A União Europeia, e os seus Ministros das Finanças, realmente tomam as pessoas por idiotas.
IVA TIPP + PIT + ISF + IVA + imposto de consumo.

AS QUADRAS POPULARES REVELAM O ESTADO DE ESPÍRITO DOS PORTUGUESES


QUADRAS POPULARES A SANTO ANTÓNIO

Ó meu rico Santo António

Meu santinho Milagreiro

Vê se levas o Passos Coelho

P'ra junto do Sá Carneiro



Se puderes faz um esforço

Porque o caminho é penoso

Aproveita a viagem

E leva o Durão Barroso



Para que tudo corra bem

E porque a viagem entristece

Faz uma limpeza geral

E leva também o PS


Para que não fiquem a rir-se

Os senhores do PSD

Mete-os no mesmo carro

Juntamente com os do PCP



Porque a viagem é cara

E é preciso cultivar as hortas

Para rentabilizar o percurso

Não deixes cá o Paulo Portas



Para ficar tudo limpo

E purificar bem a cousa

Arranja um cantinho

E leva o Jerónimo de Sousa



Como estamos em democracia

Embora não pareça às vezes

Aproveita o transporte

E leva também o Menezes



Se puderes faz esse jeito

Em Maio, mês da maçã

A temperatura está a preceito

Não te esqueças do Louçã



Todos eles são matreiros

E vivem à base de golpes

Faz lá mais um favorzinho

E leva o Santana Lopes



Isto chegou a tal ponto

E vão as coisas tão mal

Que só varrendo esta gente

Se salvará Portugal


COM ESTES APELOS É A DEMOCRACIA QUE ESTÁ EM CAUSA

TAMBWE-A UNHA DO LEÃO



Caro António,

Estive na apresentação do seu livro na Bertrand, em Coimbra (Centro Dolce Vita), lembra-se? Fez ontem um mês ("O"Tempo envelhece depressa", como escreveu o Tabucchi...) mas só ontem acabei de o ler - forcei-me a uma leitura lenta, voltando atrás de vez em quando.
Gostei muito e quero agradecer-lhe pelo prazer dessa leitura.
O Capítulo 7, "Aldeia dos Homens Mágicos", é o meu preferido, mas não sei explicar-lhe porquê.
Cheguei ao fim com uma certa amargura que decerto entenderá.
Com um abraço

Maria Júlia Monteiro Jaleco

KUTSEMBA - ESPERANÇA


QUAL FOI O MAL QUE OS LIVREIROS FIZERAM.


Reflexões sobre Feira(s) do Livro, mas não só.
Venham daí mais reflexões e/ou comentários.E boas leituras!
Encontro-Livreiro[reúne na Livraria Culsete, em Setúbal, no último domingo de Março de cada ano, mas o debate e a troca de ideias continuam no Isto Não Fica Assim!]

HUMOR EM TEMPO DE CRISE


BRASIL

Um moderníssimo supermercado foi inaugurado em São Paulo.

A água é borrifada automáticamente, para manter os produtos frescos.

Você escuta o som distante de trovões e o cheiro de chuva fresca.

Quando você passa na secção de laticínios, você escuta mugidos e o aroma do leite sendo tirado das vacas.

No sector de carnes tem aquele agradável aroma de carne assada na grelha com cebola.

Na prateleira de ovos, você escuta o som de galinhas cacarejando, e o ar se enche do cheiro de bacon e ovos sendo fritos.

Na padaria, pode-se sentir o aroma do pão e biscoitos sendo cozidos.


Nunca mais compro papel higiénico lá.

O MELHOR VINHO TINTO DO MUNDO É PORTUGUÊS


Vinhos

Económico com Lusa
14/05/12


O melhor tinto do Concurso Mundial de Bruxelas 2012 é de Henrique Granadeiro.

O vinho Poliphonia Signature 2008, produzido no Alentejo pelo gestor e empresário Henrique Granadeiro, é o melhor vinho tinto do Concurso Mundial de Bruxelas de 2012, foi hoje anunciado oficialmente pela própria organização.

"É um vinho elaborado com base na casta Alicante Bouschet, fermentado em lagares de mármore e que estagiou cerca de 15 meses em barricas de carvalho francês", disse à Agência Lusa o enólogo responsável pelo Poliphonia Signature, Pedro Baptista.

Foi engarrafado há cerca de dois anos e possui "bastante estrutura e bastante concentração e evolui muito bem em garrafa", acrescentou. O vinho premiado é o topo de gama da Granadeiro Vinhos e a colheita 2008 foi a segunda a ser lançada desta marca. "O prémio deixou-nos muito satisfeitos. É sem dúvida o maior prémio que este vinho já teve", disse Pedro Baptista.

O Poliphonia Signature tem a sua origem em três propriedades detidas por Henrique Granadeiro no distrito de Évora, duas em Reguengos de Monsaraz e a outra em S. Mansos, no concelho de Évora, totalizando cerca de 100 hectares de vinha. A adega situa-se no Monte dos Perdigões, em Reguengos, e a empresa Granadeiro Vinhos plantou a sua primeira vinha em 1998.

O júri do Concurso de Bruxelas distinguiu, por outro lado, o Hacienda Zorita Verdejo de 2011, de Rueda, em Espanha, com o prémio de melhor vinho branco.O melhor espumante é o francês Joly-Champagne Cuvée Special, ao passo que o melhor vinho rosé vai é o Theopetra Estate Rosé 2011, da Grécia.

Portugal obteve, ainda, dez vinhos, todos tintos, distinguidos com a grande medalha de ouro do certame, que este ano teve lugar em Guimarães.

Seis desses vinhos são do Alentejo: Encostas de Estremoz Reserva 2009, Herdade das Servas Touriga Nacional 2008, Monsaraz Premium 2008, Monte das Servas Colheita Selecionada 2009, Palpie 2008 e o já referido Poliphonia Signature.

Os restantes são da região do Tejo: Cardal 2010, Portal da Águia 2010, Quinta de Lagoalva Castelão & Touriga 2010 e Quinta de São João Baptista 2010. O Concurso 2012 reuniu quase 8.400 vinhos de 50 países produtores.

Foram atribuídas 2435 medalhas e a França mantém a sua posição de líder com 670 medalhas, seguida da Espanha (461 medalhas), Portugal (297), Itália (257), Chile (160), África do Sul (98), Suíça (65) e Austrália (57).

A organização assinala que Portugal, país hóspede pela segunda vez do concurso "progrediu tanto em volume como na qualidade dos vinhos apresentados", quase mil, o que corresponde a um crescimento de cerca de 44% face à edição anterior.

terça-feira, 15 de maio de 2012

FINALMENTE ENCONTREI

FINALMENTE ENCONTREI!...

AQUILO QUE MINHA MÃE SEMPRE ME RECOMENDOU.


Não sabia é que se vendia em garrafas!

É PRECISO RECORDAR. PORQUE ESTÁ O PAÍS EM CRISE?


SE ALGUÉM TEM CULPA DA SITUAÇÃO A QUE O PAÍS CHEGOU, OS RESPONSÁVEIS NÃO SÃO OS FUNCIONÁRIOS PÚBLICOS, OS TRABALHADORES FABRIS, OS PESCADORES, OS AGRICULTORES E DEMAIS TRABALHADORES.

OS CULPADOS SÃO OUTROS, AQUELES QUE VIVEM À CONTA DO ORÇAMENTO E QUE COM DESPUDOR AFIRMAM QUE SEM ELES O PAÍS NÃO SE GOVERNA.

NÃO SE GOVERNA?

COM GOVERNANTES DESTES PORTUGAL NÃO PRECISA DE INIMIGOS.


Mais austeridade, olhem estes exemplos !!!

1º Exemplo

- Presidente dos EUA recebe por ano $400.000,00 (291.290,417 Euros);


- O Presidente da TAP recebeu, em 2009, 624.422,21 Euros;


- O Vice-Presidente dos EUA recebe por ano $ 208.000,00 (151.471,017 Euros);


- Um Vogal do Conselho de Administração da TAP recebeu 483.568,00 Euros;


- O Presidente da TAP ganha por mês 55,7 anos de salário médio de cada português.



2º Exemplo


- A Chanceler Ângela Merkel recebe cerca de 220.000,00 Euros por ano;


- O Presidente da Caixa Geral de Depósitos recebeu 560.012,80 Euros;


- O Vice-Presidente da Caixa Geral de Depósitos recebeu 558.891,00 Euros;


- O Presidente da Caixa Geral de Depósitos ganha por mês 50 anos de salário médio de cada português.



3º Exemplo


- O Primeiro-Ministro José Sócrates recebeu cerca de 100.000,00 Euros por ano;


- O Presidente do Conselho de Administração da Parpública SGPS recebeu 249.896,78 Euros;


- O Presidente do Conselho de Administração da Parpública SGPS ganha por mês 22,3 anos de salário médio de cada português.



4º Exemplo


- O Presidente da República recebe cerca de 140.000,00 Euros por ano;


- O Presidente do Conselho de Administração da Águas de Portugal recebeu 205.814,00 Euros;


- O Presidente do Conselho de Administração da Águas de Portugal ganha por mês 18,4 anos de salário médio de cada português;


5º Exemplo


- O Presidente Sarkozy recebeu cerca de 250.000,00 Euros por ano;


- O Presidente de Administração dos CTT - Correios de Portugal, S.A. recebeu 336.662,59 Euros;


- O Presidente de Administração dos CTT ? Correios de Portugal, S.A. ganha por mês 30 anos de salário médio de cada português.



6º Exemplo


- O Primeiro-Ministro David Cameron recebe cerca de 250.000,00 Euros por ano;


- O Presidente do Conselho de Administração da RTP recebeu 254.314,00 Euros;



7º Exemplo


- O Presidente da Assembleia da República recebe cerca de 120.000,00 Euros por ano;


- O Presidente de Administração da ANA Aeroportos de Portugal SA. recebeu 189.273,92 Euros;


- O Vice-Presidente de Administração da ANA Aeroportos de Portugal SA. recebeu 213.967,23 Euros;



O que mais me preocupa não é o grito dos violentos, dos corruptos, dos desonestos ou dos sem ética. O que mais me preocupa é o silêncio dos bons.



(Martin Luther King)


............. e nós, vamos continuar calados a assistir a todas estas imoralidades e outras semelhantes que conduziram o País ao "lixo" ???


É mais que tempo de todos acordarmos !!!

COMO A ECONOMIA GLOBAL PRODUZ BENS BARATOS

A LEI DA CRIMINALIZAÇÃO DOS ACTOS PÚBLICOS: 34/87


A lei da criminalização dos actos públicos existe há 15 anos.
É a 34/87.

Se esta Lei fosse aplicada, Cavaco, Dias Loureiro, Sócrates, Alberto João, Vitor Constâncio, Isaltino Morais, Oliveira e Costa, e tantos outros, estariam agora na prisão.

A Lei existe e é bem explícita... mas os Tribunais não a querem aplicar.
Porquê?

Vejamos primeiro o que se passa com a criminalização jurídica dos actos políticos maléficos para a sociedade noutros países:

Aqui ao lado em Espanha estão 437 políticos presos por actos desta ordem.
Em França em que a lei é mais apertada estão 236 e alguns ministros
Na Alemanha 29
Na Inglaterra, 18
Na Holanda, 12
Na Dinamarca, 31
E até nos EUA estão 657 presos segundo a informação disponível na net.

Em Portugal - o país em que os políticos e os seus amigos banqueiros levaram à bancarrota - estão ZERO criminosos presos!

Quem usa e abusa dos dinheiros públicos, politicamente ou em proveito próprio deve prestar contas. E os tribunais devem actuar.
E actuam em todos os países civilizados menos em... Portugal.
Isto não é populismo: é simplesmemte exigir que se faça Justiça! e que se puna quem arruinou uma nação inteira.


Pois bem: a Lei existe e tem 15 anos!

Porque espera a Justiça?!

"Lei n.º 34/87, de 16 de Julho
CRIMES DA RESPONSABILIDADE DE TITULARES DE CARGOS POLÍTICOS, Artigo 14.º, Violação de normas de execução orçamental:

"O titular de cargo político a quem, por dever do seu cargo, incumba dar cumprimento a normas de execução orçamental e conscientemente as viole:
a) Contraindo encargos não permitidos por lei;
b) Autorizando pagamentos sem o visto do Tribunal de Contas legalmente exigido;
c) Autorizando ou promovendo operações de tesouraria ou alterações orçamentais proibidas por lei;
d) Utilizando dotações ou fundos secretos, com violação das regras da universalidade e especificação legalmente previstas;

será punido com prisão até um ano."


E nos casos mais graves, que põem em perigo a Independência Nacional a Lei vai mais longe:


"CAPÍTULO II - Dos crimes de responsabilidade de titular de cargo político em especial, Artigo 7.º - Traição à Pátria:
"O titular de cargo político que, com flagrante desvio ou abuso das suas funções OU COM GRAVE VIOLAÇÃO DOS INERENTES DEVERES, ainda que por meio não violento nem de ameaça de violência, tentar separar da Mãe-Pátria, ou entregar a país estrangeiro, ou submeter a soberania estrangeira, o todo ou uma parte do território português, ofender OU PUSER EM PERIGO A INDEPENDÊNCIA DO PAÍS será punido com prisão de dez a quinze anos."
Cavaco Silva aumentou a dívida pública em 384%.

José Sócrates aumentou a dívida externa em 81% durante a sua governação.


PORQUE É QUE OS TRIBUNAIS NÃO ACTUAM?

segunda-feira, 14 de maio de 2012

FEIRA DO LIVRO - MOVIMENTO DE CIDADÃOS CONTRA O ACORDO ORTOGRÁFICO


A FEIRA DO LIVRO DE LISBOA - PRIMEIRO-MINISTRO VAIADO



A Feira do Livro de Lisboa terminou ontem, 13 de Maio.
O convívio entre escritores e leitores é sempre um momento de muita emoção.
A multidão, a festa, ajuda a quebrar barreiras e os artífices da escrita conseguem, finalmente, falar com os seus fãs sem a distância do livro. Todos se desinibem e esquecem, ali, os escolhos que atapetam o destino deste país.
Infelizmente, o primeiro-ministro teve o mau gosto, porque se julga em campanha, de visitar a Feira do Livro de Lisboa. Pedro Passos Coelho esqueceu-se que, para os portugueses, a sua pessoa é a imagem do desencanto. E assim, sem que o prevíssemos, aconteceu que uma tarde de saudável convívio se transformou num momento surrealista. Em segundos, o encanto, o namoro, entre escritores e o público quebrou-se.
Aquele homem era como que um corpo estranho passeando-se entre a multidão, de repente atónita.
O enlevo da ficção, que permitira escritores e leitores sonhar, desaparecera. As filas dos que nos pediam autógrafos desfizeram-se. Cabisbaixos, homens e mulheres, de novo cidadãos, contavam os cêntimos e retiravam-se.
Um ar abafado, húmido, quase pútrido, irrespirável, desceu sobre o Parque Eduardo VII e todos ficamos tristes.
Era escusado.
Pedro Passos Coelho foi insultado por manifestantes quando visitava, no domingo, a Feira do Livro.
O primeiro-ministro percorreu todo o espaço durante cerca de duas horas, comprou livros e encontrou amigos, mas os últimos 15 minutos da visita foram de protestos.



A HORRÍVEL MÃO DO HOMEM


É CHOCANTE!

Para meditar:
O pequeno vídeo que vão ver (3m 55s) mostra uma ilha situada em pleno Oceano Pacífico a 2.000 km de todas as costas.
Nesta ilha, sem qualquer habitante humano, nada há para além das aves, e no entanto, observe bem o que se passa abrindo este link:
http://www.midwayfilm.com/

A méditer...
La courte vidéo que vous allez voir (3:55) montre une île qui se trouve en plein océan Pacifique, à 2000 kms de toutes côtes.


Sur cette île, personne n'habite, il n'y a que des oiseaux, et pourtant... Regardez ce qui se passe


Ouvrez ce lien :



http://www.midwayfilm.com/

O CONSULADO GERAL DE ANGOLA EM SETÚBAL


O Consulado Geral de Angola irá realizar Atos Consulares em Setúbal no Próximo dia 2 de junho de 2012

No Centro Multicultural de Setubal



SOLICITAMOS O VOSSO APOIO NA DIVULGAÇÃO DO EVENTO, JUNTO DA COMUNIDADE ANGOLANA


Marilia
Associação dos Angolanos e Amigos de Angola - Setúbal

Centro Local de Apoio á Integração de Imigrantes CLAII de Setúbal
ACIDI.IP -Fabrica Igreja N.ª Sr.ª da Conceição
Avenida Professor Bento de Jesus Caraça nº 77 2910-430 Setúbal
Horário: 3ª.a 6.ª das 14h30 -20h00
e sábados das 11h00-14h00.
Telefone: 265 711 171
E-mail: claiisetubal@gmail.com


www.acidi.gov.pt

http://www.acidi.gov.pt/es-imigrante/servicos/claii/apresentaçao-dos-claii

COMO ALGUNS POLÍTICOS ENGANAM OS PORTUGUESES

video

GREVE DE ELEITORADO



(Por algum motivo eles se preocupam com a taxa de abstenção e não com os votos em branco ou nulos...)


E se todos tivéssemos a mesma atitude?


Manifesto assinado por Álvaro Araújo Pereira.

Não sou Funcionário Público, mas o Estado trata-me como se eu o fosse, enquanto REFORMADO.

Dizem que os Reformados não têm poder de contestação, que de nada lhes serve tomar uma atitude contestatária (uma GREVE deles é inconsequente por não afectar nada nem ninguém).

Eu não estou de acordo! E como tal, decidi tomar uma posição que traduzo no seguinte:
MANIFESTO

Considerando:

1. Que me foram retirados o 13º e 14º mês até 2018;

2. Que me reduziram a Reforma para a qual fiz descontos milionários durante uma vida de trabalho;

3. Que me foram aumentados os descontos para o IRS, o IMI, no Consumo de Electricidade, da Água e do Gás, para a “Compensação aos Operadores” respectivos (EDP, Tejo Energia e Turbo Gás), nos Combustíveis, para o Investimento das Energias Renováveis, para os custos da Autoridade da Concorrência e da ERSE, na Alimentação, na taxa de Esgotos, para a Utilização do Subsolo, para a Rádio, para a Televisão, para a TNT, para a Harmonização Tarifária dos Açores e
Madeira, Rendas de Passagem pelas Autarquias e Munícipes, para o auxílio social aos calões que recebem indevida e impunemente o RSI (Rendimento para a Inserção Social), para pagamento dos cartões de crédito de políticos, para as portagens nas SCUTS e aumento nas auto-estradas, para a recuperação de BPNs, para que os Dias Loureiros, os Duartes Limas, os Isaltinos de Morais e quejandos depositem as minhas economias em nome deles em offshores, para as novas taxas de Apoio Social, para as remodeladas Taxas de Urgência nos Hospitais Civis, para as asneiras provocadas pelas ideias megalómanas de políticos incompetentes que criaram auto-estradas sem trânsito, para as Contrapartidas e Compensações a Concessionários de diferentes
estruturas, para pagamento das dívidas às Parcerias Público-Privadas durante 50 anos ou mais, etc., etc., etc., tudo recheado com 23% de IVA (por enquanto);

4. Que, cada voto que um cidadão deposita na urna eleitoral, para além de pôr no poleiro os espertalhões que os (se) governam, representa um óbolo igual a 1/135 do salário mínimo nacional (actualmente em €485,00) a reverter para os seus cofres (1 voto = €3,60), a que
acrescem as subvenções às campanhas e verbas para os grupos parlamentares.
(Lei do Financiamento dos Partidos Políticos e das Campanhas Eleitorais: Lei n.º 19/2003, de 20 de Junho, com as alterações introduzidas pelo Decreto-lei n.º 287/2003, de 12 de Novembro
(Declaração de Rectificação n.º 4/2004, de 9 de Janeiro), Lei n.º 64‐A/2008, de 31 de Dezembro1 e Lei n.º 55/2010, de 24 de Dezembro).

5. Que esse valor é atribuído pelos quatro anos de legislatura, o que significa entregar aos partidos votados o quadruplo dessa importância (€14,40), atingindo uma despesa superior a 70 milhões de euros;
Fonte: http://www.dn.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1231653&page=-1;

6. Que, no caso dos votos em branco ou nulos, essa valia é distribuída por todos os partidos concorrentes às eleições;

7. E que, se eu me abstiver de votar, não há montante a ser distribuído pelos partidos concorrentes às eleições,
Eu, ARTUR ÁLVARO NEVES DE ALMEIDA PEREIRA, cidadão de pleno direito,
com o BI 1158208 e o NIF 121934322, com todos os impostos pagos e ainda credor do Estado por taxação indevida e não devolvida em sede de IRS, embora prescindindo de uma liberdade coarctada durante quase 40 anos e restituída em 25 de Abril de 1974, decido que, dependendo do
cenário político-económico, meu e do meu país, entrarei em

GREVE DE ELEITORADO, e

SUSPENDO O MEU DIREITO DE VOTO ATÉ 2018!
----------------------------------------

COLTAN-O MINERAL ESTRATÉGICO



HUMOR EM TEMPO DE CRISE



VEJA ESTE FILME E CHORE...DE TANTO RIR OU DE TANTA RAIVA!

video

Ele deveria estar a falar dos 9 mil milhões (quase 10 mil, digo, algo....) que não se sabe ?onde andarão...?, e que foram visto pela última vez no BPN !

O PRIMEIRO-MINISTRO E O MINISTRO DAS FINANÇAS APANHADOS EM FLAGRANTE


COMO O MINISTRO DAS FINANÇAS ORDENHA UMA VACA


DOM HELDER DA CÂMARA

REGENURB


O blog da RegenUrb ( http://regenurb.blogspot.pt/ ) já tem um questionário online onde a vossa opinião conta para validar ou não a nossa ideia.

E temos também uma Landing page, que é uma ferramenta para testar a aceitação e importância do modelo de negócio, isto é, quantas mais pessoas se registarem melhor, quer dizer que os nossos serviços são procurados pelas pessoas

http://unbouncepages.com/regenurb/

Agradecia que divulgassem pelos vossos contactos!

Muito obrigada e cumprimentos

Fátima Banha