quarta-feira, 30 de maio de 2012

A SÍRIA E A RÚSSIA


Rússia vai vetar qualquer iniciativa de intervenção militar na Síria
Publicado às 10.23
JORNAL DE NOTÍCIAS

A Rússia vai vetar qualquer iniciativa sobre uma intervenção militar estrangeira na Síria que seja levada ao Conselho de Segurança da ONU, e considera que foi precipitada a convocação de uma reunião do Conselho de Segurança da ONU.


"Sempre dissemos que estamos categoricamente contra qualquer ingerência no conflito sírio, porque isso só agravaria a situação e teria consequências imprevisíveis, tanto para a Síria como para toda a região", declarou o vice-ministro dos Negócios Estrangeiros, Guennadi Gatílov.

O diplomata russo respondeu assim ao novo Presidente francês, François Hollande, que não exclui uma intervenção armada na Síria para pôr fim à repressão do regime de Bashar al-Assad, desde que esta seja coordenada pelo Conselho de Segurança da ONU.

A Rússia anunciou, ainda, que está contra a convocação de uma nova reunião do Conselho de Segurança (CS) da ONU sobre a Síria nos tempos mais próximos e contra a medida de ações suplementares de pressão sobre Damasco.

"A declaração do presidente do CS da ONU à imprensa sobre os acontecimentos trágicos em Houla, aprovada e publicada após a reunião extraordinbária do CS da ONU sobre a Síria, foi um sinal suficientemente forte para as partes sírias e é uma reação suficiente face aos últimos acontecimentos no país", declarou hoje o vice-ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Guennadi Gatílov.

"Por isso consideramos que seria precipitado analisar no CS quaisquer medidas novas de ação", frisou o governante russo, ao comentar as declarações de Guido Westerwelle, ministro dos Negócios Estrangeiros alemão.


Estas ligações, para serviços externos ao Jornal de Notícias, permitem guardar, organizar, partilhar e recomendar a outros leitores os seus conteúdos favoritos do JN(textos, fotos e vídeos). São serviços gratuitos mas exigem registo do utilizador.

A violência na Síria causou 98 mortos na terça-feira, dos quais 61 eram civis, nove opositores armados e 28 soldados governamentais, anunciou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.


Em contacto telefónico com a AFP, o presidente da organização, Rami Abdel Rahmane, deu conta da realização de outro massacre, de 13 civis, na manhã de terça-feira na região de Deir Ezzor, no Noroeste sírio.

"Eles [as vítimas] foram executados com uma bala na cabeça, segundo as primeiras informações provenientes do local", declarou, apelando aos observadores da Organização das Nações Unidas para que se desloquem ao sítio, para inquirirem sobre este presumível massacre e identificarem os autores.

A violência durante o dia de terça-feira ocorreu, em particular, durante bombardeamentos e confrontos entre rebeldes e exército regular, especificou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

Em 14 meses, a violência na Síria fez mais de 13 mil mortos, dos quais 1.800 desde o início da trégua instaurada em teoria no dia 12 de abril, segundo o OSDH.

Na terça-feira, o mediador internacional Kofi Annan reuniu-se com o presidente sírio, Bachar al-Assad, pedindo-lhe "medidas corajosas agora", para acabar com a violência, invocando um "momento charneira" depois do massacre de Houla, que provocou uma onda de indignação internacional.

Mais de 100 pessoas, entre as quais uma cinquentena de crianças, foram mortas em Houla, na sexta-feira e no sábado, e cerca de 300 outras feridas, segundo os observadores da Organização das Nações Unidas no terreno.

Japão alinha na pressão à Síria e expulsa embaixador em Tóquio

O Japão ordenou a saída do embaixador sírio em Tóquio, informou, esta quarta-feira, o Ministério dos Negócios Estrangeiros, a exemplo de outros países que iniciaram as expulsões de diplomatas japoneses em protesto contra o massacre em Houla no domingo.

O governo japonês pediu a Mohamed Ghassan Al Habash para partir "o mais rápido possível", disse um responsável à AFP.

"Esta é uma ação para demonstrar o protesto do Japão contra a Síria, não só pela violência, mas também pelas últimas violações graves dos direitos humanos", disse.

"O governo japonês tomou esta decisão em coordenação com outros estados", acrescentou.

Na terça-feira, a Austrália, Reino Unido, Canadá, França, Alemanha, Itália, Espanha e os Estados Unidos expulsaram os diplomatas sírios dos seus países, aumentando a pressão sobre o regime do presidente Bashar al-Assad.

As expulsões seguiram-se ao massacre na cidade de Houla, que causou pelo menos 108 mortos, incluindo 49 crianças, de acordo com as Nações Unidas.

HUMOR EM TEMPO DE CRISE


O AUMENTO DA IDADE DE REFORMA DARÁ NISTO!
O que acontece se fores forçado a trabalhar cada vez até mais velho!
his IS what will happen when we are forced to work after age 70.

SAVE THE PLANET


EDP - O ESTADO CAPTURADO PELO GRANDE CAPITAL


DEPOIMENTOS & OPINIÕES - EDP ( POR PAULO MORAIS ) ...

EDP - O Estado capturado pelo grande capital

Este artigo de Paulo Morais, no CM, mostra bem quem manda, descaradamente, no Governo de Passos Coelho. Revela bem como o Estado está, ao serviço dos grandes interesses e põe a nu a concebida precariedade do voto como fonte do poder.

O estado da EDP

"A EDP beneficia de favores políticos sem limite por parte de políticos sem vergonha.

Por:Paulo Morais, Professor Universitário

O poder da EDP em Portugal atingiu uma dimensão perigosa. Enquanto consumidores de electricidade, estamos hoje indefesos perante um domínio absoluto e arbitrário.

Na factura de electricidade, a par dos seus consumos, as famílias são coagidas a financiar as empresas de energias renováveis, os gastos perdulários em painéis solares ou os investimentos em antenas de energia eólica. Ao onerar as contas de energia com taxas e mais taxas, em benefício próprio ou em proveito do lóbi da energia, a EDP está a exercer um poder tributário, privilégio dos estados.

A sua fúria despesista, a expensas do povo, não pára. A nova e malfadada barragem do rio Tua irá gerar lucros milionários para a EDP porque tem uma rentabilidade garantida pelo Estado, pela via do défice tarifário que todos pagamos.

Acresce que a EDP arroga-se estar à margem da lei. Bem recentemente lançou uma campanha publicitária utilizando ilegalmente crianças, visando a venda de serviços que não têm relação directa com a sua faixa etária. O que é interdito, nos termos da lei da publicidade. A EDP emprega trabalho infantil, lesa a dignidade das crianças, mas fica impune. O que só é possível porque dispõe de uma enorme influência sobre o poder político. Eduardo Catroga, em nome do PSD, advogava a redução das rendas pagas à empresa, para logo a seguir defender, enquanto presidente da eléctrica, a manutenção do seu pagamento. A ministra Assunção Cristas e o deputado Mesquita Nunes estão ligados ao escritório de advogados que assessora a sociedade nos seus maiores processos, enquanto tutelam e fiscalizam negócios em que o estado tem favorecido descaradamente a empresa. O deputado Pedro Pinto é consultor de empresas intimamente dependentes da EDP. E muitos mais.

Há muitos políticos de duas caras. Duas caras… e muitas coroas. Por outro lado, todos quantos se opõem ao poder da eléctrica, como o ex-secretário de estado Henrique Gomes, que pretendia reduzir-lhe as rendas em 165 milhões, são convidados a "demitirem-se".

Como a EDP beneficia de favores políticos sem limite por parte de políticos sem vergonha, estamos condenados à servidão a uma organização que já não é só uma empresa eléctrica. É um estado dentro do estado."

A BELEZA DE UM ICEBERG


Esta fotografia foi enviada pelo administrador de uma Plataforma Petrolífera da Global Marine Drilling, estacionada em St.Johns, Newfoundland.

Eles têm que mudar o rumo dos icebergs, puxando-os com rebocadores, para evitar que choquem com as plataformas.
Neste caso particular o mar estava calmo, a água cristalina e o sol incidia quase directamente sobre o iceberg, o que permitiu a um mergulhador tirar esta fotografia fantástica. O peso estimado deste iceberg é de 300 milhões de toneladas.

Coisas como esta fazem-nos perceber por que uma fotografia vale mais do que mil palavras ...
Não tanto pela imponência, mas principalmente pela sua beleza.

Convite à subscrição da carta aberta "Na Grécia, o povo é quem mais ordena".


Eu assinei...


.
Caras e caros amigos

A grave situação económica e social que se vive actualmente na Grécia levou um grupo de cidadãos a promoverem uma tomada de posição pública de apoio ao povo grego. Dirigida aos presidentes do Parlamento Europeu, da Comissão Europeia, do Banco Central Europeu e do Fundo Monetário Internacional, deseja-se que esta iniciativa obtenha uma expressão significativa, de maneira a ficar bem demonstrado o apoio dos portugueses ao povo grego.

É nesse sentido que os proponentes desta iniciativa o/a convidam a subscrever e a divulgar a carta aberta "Na Grécia, o povo é quem mais ordena", que se encontra em http://nagreciaopovoequemaisordena.com

Os proponentes

ISTO É UM GOVERNO?



sábado, maio 26, 2012

Isto é um governo ou uma associação de malfeitores?




O governo começou mal e não vai acabar melhor, desde o início que esta dupla maravilha formada por Passos Coelho e Miguel Relvas que anda enredada pelas secretas e pela Ongoing, não se sabe muito bem onde acaba a intervenção dos agora governantes e começa a secreta, nem se sabe quando estamos falando de secretas ou da Ongoing. Se considerarmos que apenas se sabe uma ínfima parte de toda a verdade, começa a ser legítimo questionar até que ponto muito do que sucedeu antes da queda do governo de Sócrates já não teve a intervenção deste trio, que abarange gente muito activa no ódio a José Sócrates como a jornalista Manuela Moura Guedes.



Aos poucos vai-se conhecendo a teia de relações tecida pela dupla que lidera o governo, sendo claro que esta teia serviu para conquistar o poder e depois para o manter, tendo tido um papel muito activo nas escolhas de governantes, como se viu no caso Bernardo Bairrão, e na escolha dos mais altos dirigentes do Estado como resulta dos sms entre os amigos Silva Carvalho e Miguel Relvas.




Percebe-se claramente que a teia montada por Passos e Relvas assentava em dois eixos, agentes secretos, patrões da comunicação social e jornalistas. Não admira que entre os que foram recebidos na São Caetano à Lapa, nos dias em que se estava a formar governo, estivesse o patrão da Cofina e o director do DE certamente em representação dos interesses da Ongoing. Compreende-se agora que o núcleo da Ongoing, onde está a mais poderosa célula de agentes secretos, teve um papel determinante.

Começa-se a perceber que foram criadas várias células jornalísticas em diversos órgãos de comunicação social que têm assumido não só a manipulação da informação em favor de um governo incompetente, como também o trabalho sujo de manter vivo o ataque a Sócrates, o ódio de estimação da direita fascista. É também evidente o papel dos blogues, quer na oposição a Sócrates, quer no apoio a Passos Coelho, nalguns casos até se percebe como a capa de esquerda encobriu o trabalho sujo de alguns agentes de Miguel Relvas.




Já se conheciam os métodos de ataque ao anterior governo, agora sabe-se como se pretendia eliminar ou pressionar a comunicação considerada hostil, parece que vale de tudo, desde investigações secretas clandestinas a ameaças a jornalista usando informação de muito baixo nível.




O problema do país começa a deixar de ser um problema financeiro para passar a ser um problema de higiene. Se o governo já se tinha revelado incompetente no combate à crise financeira e pouco empenhado na promoção ou defesa do bem-estar dos portugueses, começa agora a perceber-se que os seus métodos não são próprios de gente com formação democrática, assemelham-se mais a uma organização de extrema direita. Mistura com serviços secretos, envolvimento de estruturas que se escondem atrás de organizações privadas, destruição de candidatos a governantes com base em informações falsas, investigações clandestinas a patrões da comunicação social considerados hostis, chantagem sobre jornalistas.


Isto é um governo ou uma associação de malfeitores?
O JUMENTO jumento.blogspot.com

MEMÓRIAS AFRICANAS - NOVA ENTREVISTA DE PAULO SALVADOR, DESTA VEZ A FERNANDO FERREIRA


Caro amigo,

Já está online mais uma entrevista das Memórias Africanas, da Rádio Sim.


Fernando Ferreira nasceu em Lourenço Marques e fez-se homem na rádio, em Moçambique. Naquela terra criou amigos e sonhou projectos. Conheceu os reis da rádio e certo dia até teve de ser pianista do eterno Vasco

Santana. O seu mundo é feitos de muitas memórias da rádio e das pessoas que em África faziam sonhar os ouvintes. Ainda hoje, mais de 55 anos depois, viaja pelas ondas da telefonia na RDP. Nunca deixou de sonhar com Moçambique.

Para ouvir clique aqui

--
Paulo Salvador
Jornalista TVI
site : www.recordarangola.com

AVISO AOS ELEITORES


BOLETIM DE VOTO GREGO


CONVITE - RITA REIS - MIMOTRAPUS


Rita Reis I Mimotrapus

Um Mundo no mundo

Dia 2 de junho pelas 16h, o Poço de Ideias vai ser habitado pelos personagens criadas por Rita Reis. Eles vão subir pelas paredes, pelo teto, vão tentar fugir pela janela e vão meter-se com quem aparecer para os visitar.
Nos números 15 e 17 da Rua Poço dos Negros, vai estar um pequeno mundo dentro do mundo, pronto a ser descoberto por quem se aventurar a entrar.

Exposição de 2 jun. a 27 de jul.

informações em pocoideias@gmail.com

A VINGANÇA

video

NÃO HÁ DINHEIRO PARA A SAÚDE MAS HÁ SUBSÍDIOS PARA AS TOURADAS!



Subsídios para as touradas

Por falar em subsídios, no passado dia 21/03/2012 foi publicada no Diário da República a lista dos subsídios atribuídos pelo IFAP no 2.º semestre de 2011, tal como se havia publicado a listagem relativa ao 1.º semestre de 2011 no dia 26/09/...2011.


No ano de 2011 o IFAP atribuiu subsídios no valor de €9.823.004,34 às empresas e membros das famílias da tauromaquia :

Ortigão Costa - 1.236.214,63 €
Lupi - 980.437,77 €
Passanha - 735.847,05 €
Palha - 772.579,22 €
Ribeiro Telles - 472.777,55 €
Câmara - 915.637,78 €
Veiga Teixeira - 635.390,94 €
Freixo - 568.929,14 €
Cunhal Patrício - 172.798,71 €
Brito Paes - 441.838,32 €
Pinheiro Caldeira - 125.467,45 €
Dias Coutinho - 389.712,42 €
Cortes de Moura - 313.676,87 €
Rego Botelho - 420.673,80 €
Cardoso Charrua - 80.759,12 €
Romão Moura - 248.378,56 €
Brito Vinhas - 53.686,78 €
Romão Tenório - 283.173,89 €
Sousa Cabral - 318.257,79 €
Varela Crujo - 188.957,35 €
Assunção Coimbra - 330.789,44 €
Murteira - 137.019,76 €



Andam os canis municipais a matar cães e gatos porque não têm mais espaço para os acolher e há 10 milhões de euros aplicados na tourada só no ano de 2011? As associações vivem de CARIDADE! Tal como os velhotes que nem têm dinheiro para pagar os medicamentos com a porcaria de reforma que recebem!

Este Verão vamos ver mais e mais florestas a arderem porque as câmaras não têm subsídios para a limpeza das mesmas, e Portugal não tem dinheiro para comprar helicópteros. Andam as esquadras da polícia podres e os carros enfiados em garagens porque não há fundos para os arranjar.

Andam as crianças a ir para a escola sem tomar o pequeno almoço porque há famílias que só têm dinheiro para pagar as rendas, para não dormirem na rua. Foram cortados subsídios de Natal para ajudar a pagar a dívida portuguesa ao estrangeiro.

Não há dinheiro para nada mas há 10 MILHÕES DE EUROS para a tauromaquia só num ano?


Marta Correia

Coordenadora do Núcleo Faro da Associação PRAVI (Projecto de Apoio a Vítimas Indefesas)

0033-0000-45415941649-05

Coordenadora do Núcleo Sotavento do PAAA ( Projecto de Ajuda Alimentar Animal)

Presidente do Concelho Local do PAN de Faro ( Partido Pelos Animais e Pela Natureza)

CONVITE PARA RECITAL DE GUITARRA do CONSERVATÓRIO REGIONAL DE SETÚBAL


- Conservatório Regional de Setúbal -


Recital Final de Alunos do 5º Grau de Guitarra


Entrada Livre

- Conservatório Regional de Setúbal -Recital Final de Alunos do 5º Grau de Guitarra

Diogo Rodrigues Bernardo Pinho João Sebastião
31 de Maio 15:30 Sala A1 do CRS

- Clube Setubalense - Mafalda Horta João Franco Duarte Machado
31 de Maio 21:30

Entrada Livre


O Conservatório Regional de Setúbal tem o prazer de o convidar para o Recital Final de Alunos do 5º Grau de Guitarra, a decorrer no Club Setubalense, no dia 31 de Maio de 2012. Os alunos Bernardo Pinho, Diogo Rodrigues, Duarte Machado, João Franco, João Sebastião e Mafalda Horta, apresentar-se-ão a solo nestes recitais que representam o momento de conclusão do Curso Básico de Música. Participarão também no recital das 21:30 Alexandre Murtinheira e Ana Rita Franco, alunos finalistas do Curso Secundário de Música.


Contamos com a vossa presença!


Gonçalo Gomes Gouveia
Coordenador da Classe de Guitarra do CRS