terça-feira, 22 de Abril de 2014

FEIRA DO LIVRO EM SETÚBAL

Caríssima/o,
A Culsete vai estar entre 24 e 27 de Abril na Praça do Bocage, quase em frente à Câmara Municipal (em Setúbal), para celebrar os 40 anos do 25 de Abril. Com muitos livros, claro. Livros para todos. Livros que serão vendidos com desconto.  Haverá livros em promoção a partir de um euro.
Horário: dia 24, das dezasseis horas à meia noite. Restantes dias: das dez às dezanove e trinta.
Esperamos a visita de todos. Venham ao encontro de Abril, dos seus heróis, das suas palavras, através dos livros.
As crianças também terão muito por onde escolher.
Marcamos então encontro no Pavilhão Culsete da
Praça do Bocage.
Apareça. Traga a família e passe palavra aos seus amigos.
E se é de fora aproveite estes dias para vir comer o melhor peixe assado e o choco frito que a cidade oferece e venha passar connosco uma tarde entre palavras e livros.
Contamos consigo.
f.r.m.
Culsete
 
Feira do livro (2)
 

segunda-feira, 21 de Abril de 2014

HENRIQUE CASTRO


BASTA YA!


PARLAMENTO EUROPEU - PROTESTO DE ALGUNS DEPUTADOS.

PROTESTO NO PARLAMENTO EUROPEU.  AJUDE A DIFUNDIR ESTA FOTO!




 A revolta contra a austeridade já chegou ao Parlamento Europeu.

Esta semana alguns deputados europeus manifestaram-se contra a Troika.
 Esta foto está a correr a Europa toda, mas ... alguém a viu na imprensa portuguesa?
Como podem ver, deputados europeus manifestaram-se com a palavra de ordem:
Tirem as patas de cima de: CHIPRE, PORTUGAL, GRÉCIA, ESPANHA, IRLANDA.
Mas... por cá, se não for a internet, nada sabemos! 
E ESTE POVO AMEDRONTADO,FACE À INSEGURANÇA NO TRABALHO, ROUBADO NOS SEUS DIREITOS,COMO OS REFORMADOS E PENSIONISTAS, A  VIVER SOB  UM CLIMA DE TERRORISMO PSICOLÓGICO, AINDA NÃO SE APERCEBEU QUE APENAS O PROTESTO NÃO RESULTA PARA SE DEFENDER DE ASSALTANTES NAZIS, DE BRAÇO DADO COM O PODER FINANCEIRO E ECONÓMICO?
A OLIGARQUIA SALAZARISTA QUE DURANTE QUARENTA E OITO ANOS ESCRAVIZOU O POVO PORTUGUÊS ESTÁ DE VOLTA, PORQUE EM 25 DE ABRIL DE 1974 NÃO FOI JULGADA E CONDENADA!!!
SERÁ QUE OS PORTUGUESES TÊM SANGUE DE BARATA E VÃO CONTINUAR A OBEDECER A SALAZARISTAS QUE NÃO RESPEITAM A LEI NEM A CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA, QUE TOMAM COMO INIMIGO O POVO E OS QUE ESTÃO DO LADO DELE, COMO RESPONSÁVEIS DE TUDO?
POR ESTA VIA BRANDA, PACÍFICA, ORDEIRA, COMO ATÉ AQUI, O POVO NÃO VAI LÁ. HÁ MUITOS PORTUGUESES, HOJE, QUE JÁ NADA TÊM A PERDER!!!
DE QUE ESTAMOS À ESPERA PARA OS VARRER DE VEZ? 


                 

quinta-feira, 17 de Abril de 2014

UM HERÓI ANÓNIMO


CARTA DE UM CONTRATADO - UM POEMA DE ANTÓNIO JACINTO


ANGOLA- PROIBAM A DEMOLIÇÃO DO TEATRO ELINGA

Obrigado por assinar minha petição: Governo de Angola: Proíbam a demolição do Elinga-Teatro!

Toda pessoa que se junta a esta campanha aumenta nossa força de ação. Por favor, separe um minuto para compartilhar este link com todos que você conhece:

http://www.avaaz.org/po/petition/Governo_de_Angola_Proibam_a_demolicao_do_ElingaTeatro/?tVkcNbb

Vamos fazer a mudança juntos,
Jorge

---
Aqui está a petição para encaminhar para seus amigos:

Governo de Angola: Proíbam a demolição do Elinga-Teatro

O edifício do largo Matadi (ex-Tristão da Cunha) é, como sabem aqueles que o frequentam, o maior ponto cultural da cidade. Aquela informalidade e disponibilidade para o outro, sem que seja o dinheiro a comandar a natureza das relações, representando uma certa baixa de Luanda, de mistura socio-cultural, de experimentação e de modernidade, entre o local e o global, com angolanos e estrangeiros, é praticamente só ali que acontece. A convivência de dois tipos de arquitectura é um marco da história da cidade, os vestígios de outros tempos lado a lado com o ritmo acelerado de uma cidade frenética, também ali estão bem representados. Não nos faltam justificativas para a preservação e valorização do Elinga.

Construído por portugueses no século XIX, foi Colégio das Beiras nos anos 40, catalogado por despacho como “testemunho histórico do passado colonial” e monumento histórico, em 1981, vindo depois a ser desclassificado pelo Ministério da Cultura em Abril de 2012. O último período – desde que nasceu formalmente o Elinga Teatro, a quem foi cedida a gestão do espaço, até este desfecho enquanto projecto imobiliário Elipark, entre parque de estacionamento, escritórios e hotel – dá continuidade à vida agitada do edifício. Pelo meio, antes da especulação imobiliária vencer, decorreram quase dez anos de negociações e discussões sobre a requalificação desse conjunto arquitectónico. “Uma morte anunciada mas mal gerida”, como diz o actor Orlando Sérgio ao Rede Angola.

De vários lados vieram alertas e lamentos a esta perda, inclusive da imprensa internacional. “Este centro da cultura angolana, berço de artistas contestatários, vai desaparecer em breve, com as suas paredes cor-de-rosa reduzidas a entulho, esmagadas pelos bulldozers e conhecer, assim, o mesmo destino de tantas casas antigas do centro da capital angolana, entregue aos promotores imobiliários atraídos pelas fragrâncias do ouro negro do segundo produtor de petróleo da África subsariana. E, no entanto, o teatro tinha todas as condições para escapar a este destino funesto.” Escreve Christophe Châtelot no jornal Le Monde a 30 de Agosto do ano passado.

Assine!
http://www.avaaz.org/po/petition/Governo_de_Angola_Proibam_a_demolicao_do_ElingaTeatro/?tVkcNbb

Enviado pela Avaaz em nome da petição de Jorge

sexta-feira, 4 de Abril de 2014

LISBOA-A FEIRA DA LADRA - A Virgem" em árabe diz-se "al-aadraa" (العذراء).




Curiosidade sobre a cidade de Lisboa: a Feira da Virgem
 
 Para quem ainda não sabe, que o nome da Feira da Ladra em Lisboa não tem nada a ver com ladras ou ladrões, mas sim com a língua árabe. De facto a Feira da Ladra remonta ao século XIII (ou mesmo antes), quando a língua árabe era ainda familiar em Lisboa, apesar das barbaridades cometidas pelos cruzados (supostos cristãos), que a conquistaram aos  Mouros.  A conquista "cristã" de Lisboa em 1147 foi um desgraçado desastre para a cidade. Diz-se que o nosso primeiro rei, impotente perante o assalto assassino à população de Lisboa, que vivia civilizada e em comunidade com os cristãos arabizados, sofreu por ver que os seus aliados do Norte da Europa, não distinguiam as pessoas, e para eles todos eram infiéis e inimigos, que se deviam matar desapiedadamente. Afonso Henriques queria, sim, a cidade, mas não queria um genocídio. Enfim, entre mortos e feridos, alguns escaparam e a feira passou a ter o seu nome:
Feira da Ladra, que realmente quer dizer Feira da Virgem (a Mãe de Jesus), pois "A Virgem" em árabe diz-se "al-aadraa" (العذراء).
Esta palavra, ouve-se repetidamente na "Nursat", o canal televisivo dos Maronitas (Católicos) do Líbano

MANIFESTO ANTI LEITURA


ELEIÇÕES 2014 E- PORTUGAL

FERNANDO PESSOA - O SONHO

Matar o sonho é matarmo-nos. É mutilar a nossa alma. O sonho é o que temos de realmente nosso, de impenetrável e inexpugnavelmente nosso. (F. Pessoa)


MÚSICA PARA O SEU FIM DE SEMANA - CHEIRA BEM CHEIRA A LISBOA


FONTE DE INSPIRAÇÃO PARA A REFORMA DA JUSTIÇA PORTUGUESA

Fonte de inspiração... para a reforma da nossa justiça?Justiça... no Bairro Palanca (Luanda)

    
Os gatunos são obrigados a devolver o bem furtado, completamente nus... e vão levando umas vergastadas pelo caminho.
 
Imaginem as ruas de Portugal... pejadas de desnudados, sobejamente conhecidos, com sacos de € às costas... ou bidons como este...fazendo várias viagens, claro!!!. 
 
 
 IMAGINEM OS LADRÕES DO BPN, BCP, BPP, DOS SUBMARINOS, ETC.,ETC., JULGADOS DESTA FORMA.