sexta-feira, 12 de novembro de 2010

OBRAS DO PINTOR NUNO DAVID-1ª parte







ETERNUS 9 - A CIDADE DOS ESPELHOS


Gradiva lança Eternus 9 - A cidade dos espelhos
O regresso de Victor Mesquita à Banda Desenhada
30 anos depois do sucesso de
Eternus 9 - Um filho do cosmos



· O livro será lançado amanhã, dia 13 de Novembro, às 15h00 na Livraria Artes e Letras, no Largo Trindade Coelho, n.º 3 e 4, em Lisboa. Seguir-se-á uma sessão de autógrafos e serão comercializadas obras originais do autor.

Eternus 9 – O Filho do Cosmos é o segundo tomo de uma trilogia iniciada com a publicação da obra Eternus 9 - Um filho do cosmos cuja primeira prancha foi publicada em Abril de 1975 na mítica revista Visão, que Victor Mesquita fundou e dirigiu, e cujo álbum foi publicado na íntegra em 1979 e reeditado pela Gradiva em 2009.

O lançamento de Eternus 9 - A cidade dos espelhos marca, 30 anos depois, o regresso de Victor Mesquita à Banda Desenhada. Nas palavras do autor, a obra é “um portal caleidoscópico para um mundo cujo coração é Lisboa, após a guerra nuclear que transfigurou a face do Planeta e fragmentou a Lisboa de hoje até quase não se poder reconhecê-la, mas onde continuam as referências que a distinguem”.



A trilogia iniciada com Eternus 9 – O Filho do Cosmos ficará concluída com o título Cidadela 6 onde, segundo o autor "Encontraremos um universo de violência e denúncia dos aspectos mais crus que se vivem nas sociedades de hoje, onde se constatará que até os santos são humanos e, como tal, muitas vezes, saem dos limites da santidade".



O AUTOR

Formado na escola do Mosquito, Diabrete e Mundo de Aventuras (onde se estreou em 1957 com Nos Caminhos do Passado), Victor Mesquita (1939) evidencia-se nos anos 70. A sua carreira na banda desenhada foi sempre repartida com outras artes e ofícios, destacando-se a publicidade e a pintura, áreas cujo nível de exigência em termos de criatividade e técnica, levou para a BD.

Depois de Viriato, no Jacto (1973), inicia a saga dos Navegadores do Infinito no Cinéfilo (1974). Cria e dirige a revista Visão, a partir de 1975, onde publica Matei-o a 24 (com Machado da Graça), Fábula de um Passado Recente (com Zé Paulo), Gemadinha (com André), Vietname - Uma Vitória do Homem (com Machado da Graça), e o início do seu trabalho mais conhecido: Eternus 9. Eternus 9 - Um Filho do Cosmos foi concluído para publicação em álbum em 1979, conhecendo edições em francês e flamengo.

Seguem-se algumas colaborações diversas em publicações como Fungagá da Bicharada, Jornal Kalkitos, Expresso e no álbum colectivo Oito Séculos de História de Portugal.

Mesquita realizou ainda o levantamento da BD portuguesa para a Histoire Mondiale de la Bande Dessinée das edições Pierre Horay.

Regressa aos álbuns de Ficção com Trilogia com Tejo ao Fundo (1995) e com o colectivo O Síndroma de Babel e outras estórias (1996, ano em que assina a imagem gráfica do FIBDA). Em 1998, Mesquita integra a exposição Perdidos no Oceano, colectiva de BD portuguesa apresentada no Festival de Angoulême.

Em 2008, Mesquita foi distinguido com o Troféu Honra do Festival Internacional de Banda Desenhada da Amadora de 2008, o mais prestigiado prémio da BD portuguesa.


Eternus 9 - A Cidade dos Espelhos

Victor Mesquita

«Fora de Colecção» . Outubro de 2010

Álbum Cartonado

96 pp. . € 25,00

Para mais informações, por favor, contactar:

Helena Rafael

Gradiva Publicações, S.A.

Rua Almeida e Sousa, nº 21 – r/c esq.

1399-041 Lisboa – PORTUGAL

21 393 37 61/ 91 365 35 78

hrafael@gradiva.mail.pt

Lisboa menina e moça

SÓCRATES GREGO E SÓCRATES PORTUGUÊS



MUITO BEM EXPLICADO!

QUALQUER SEMELHANÇA É PURA FANTASIA



.Em defesa do verdadeiro
Socrates (????????), c. 469 aC-399 aC
Sócrates (Pinto de Sousa), PRIMEIRO-MINISTRO PORTUGUÊS

Sobre o Conhecimento
O GREO -Buscava o Conhecimento.

O seu método para alcançá-lo era o diálogo e a humildade em formular todas as perguntas.
O PORTUGUÊS - Cultiva e promove o Desconhecimento.

O seu método para alcançá-lo é o monólogo e a arrogância de calar todas as perguntas.

Lema
O GREGO -Só sei que nada sei.
O PORTUGUÊS - Eu é que sei.

Rupturas
O GREGO - Provocou uma ruptura sem precedentes na Filosofia grega.
O PORTUGÊS - Provocou uma ruptura sem precedentes na auto-estima dos portugueses.


Sobre si próprio
O GREGO -Intitulava-se "um homem pacífico"
O PORTUGUÊS - Intitula-se "um animal feroz".


Pensamento sobre Juízes e Justiça
O GREGO -Quatro características deve ter um juiz: ouvir cortesmente, responder sabiamente, ponderar prudentemente e decidir imparcialmente.


O PORTUGUÊS - Quatro características deve ter um juiz: não ouvir escutas, responder obedientemente, ponderar nos riscos que corre e decidir se quer continuar a ter emprego..

Condenações
O GREGO -Podia ter evitado sua condenação se tivesse desistido da procura da vida justa. Mesmo depois de sua condenação, podia ter evitado a morte se aproveitasse a ajuda de amigos para fugir.

Acreditava que o melhor modo para as pessoas viverem era através do próprio desenvolvimento, ao invés de buscar a riqueza material; e que ao relacionar-se com os membros de um parlamento (nunca aderiu à democracia Aristotélica) a própria pessoa estaria sendo hipócrita.

Foi condenado à morte por cicuta.
O PORTUGUÊS - Usa os amigos a seu bel-prazer e proveito, atribuindo-lhes cargos e (i)responsabilidades com ordenados milionários.

A sua única fidelização reconhecida é a da procura da riqueza material, o que faz sem olhar a meios.

Está envolvido em escutas, Freeport, Licenciatura fraudulenta, negócios obscuros, tráfico de influências.

Nunca foi condenado...


Legado
O GREGO -Deixou-nos incontáveis dádivas.
O PORTUGUÊS - Deixa-nos incontáveis dívidas.

ABAIXO OS ORGANISMOS DE CÚPULA, VIVAM OS ORGASMOS DE CÓPULA


Abaixo os organismos de cúpula, vivam os orgasmos de cópula

por daniel oliveira



Um episódio está a aquecer o Parlamento. Nada tem a ver com os deputados. A semana passada um colaborador do grupo parlamentar do PSD foi apanhado em flagrante delito, às sete da manhã, em pleno acto com uma amiga que não trabalha na Assembleia. A coisa pode parecer apenas interessante contada assim. Mas é muito mais do que isso. O acto aconteceu na sala do plenário. Infelizmente, a interrupção não terá permitido ao arrojado casal levar a fantasia até ao fim. Há sempre um empata.

Antes que a coisa saia na imprensa e comecem as condenações morais, quero deixar clara a minha admiração pelos pecadores. Porque respeito quem faz tudo para cumprir uma fantasia. Porque deram um contributo para a dessacralização do poder, aproximando assim aquele órgão de soberania das verdadeiras preocupações dos cidadãos. E porque, por uma vez, aconteceu qualquer coisa realmente interessante naquela sala (infelizmente não consegui saber qual foi a bancada escolhida). Só lamento que, como de costume, quando realmente alguma coisa de construtiva começa ali a ser feita, seja deixada a meio. O meu abraço aos dois. Próxima aventura: Palácio de Belém?

Parabéns ao intrépido casal porque:

a) Por uma vez que seja, a AR foi verdadeira e matematicamente paritária;

b) Demonstrou cabalmente que neste País a política é f…. E que de deputado a de putedo pode ir, literalmente, um cabelo, pese embora não ter sido esse aparentemente o elenco desta (des)feita;

c) Às sete da matina já exibiam um ritmo e um grau de actividade que os mais dos deputados habitualmente nem às sete da tarde atingem;

d) Demonstraram que poder é bom enquanto dura, mas há que saber sair de cima quando o tempo de outrem sobrevém ao nosso;

e) Depois de lhes reprovarem o acto na generalidade, tiveram a decência e o bom-senso de passar à especialidade em sede mais recatada;

f) Forneceram o exemplo acabado de como, em Democracia, quaisquer coitados podem aceder sem restrições ao órgão máximo da representação popular (Coito dos Santos novamente na Educação, já!);

g) Demonstraram ainda, para gáudio de uns e vexame de outros, que naquela vetusta sala continua a haver quem use mudar de posição conforme as conveniências do momento.

Tenho dito.

MARIDOS BONS E IDEAIS


Quando criava os maridos, Deus prometeu às mulheres que os maridos bons e ideais seriam encontrados em todos os cantos do mundo...

E depois ele fez a terra redonda...

POEMA "OS LUSÍADAS" EM VERSÃO MODERNA


I
As sarnas de barões todos inchados
Eleitos pela plebe lusitana
Que agora se encontram instalados
Fazendo aquilo que lhes dá na gana
Nos seus poleiros bem engalanados,
Mais do que permite a decência humana,
Olvidam-se de quanto proclamaram
Em campanhas com que nos enganaram!

II

E também as jogadas habilidosas
Daqueles tais que foram dilatando
Contas bancárias ignominiosas,
Do Minho ao Algarve tudo devastando,
Guardam para si as coisas valiosas...
Desprezam quem de fome vai chorando!
Gritando levarei, se tiver arte,
Esta falta de vergonha a toda a parte!

III

Falem da crise grega todo o ano!
E das aflições que à Europa deram;
Calem-se aqueles que por engano...
Votaram no refugo que elegeram!
Que a mim mete-me nojo o peito ufano
De crápulas que só enriqueceram
Com a prática de trafulhice tanta
Que andarem à solta só me espanta.

IV

E vós, ninfas do Coura onde eu nado
Por quem sempre senti carinho ardente
Não me deixeis agora abandonado
E concedei engenho à minha mente,
De modo a que possa, convosco ao lado,
Desmascarar de forma eloquente
Aqueles que já têm no seu gene
A besta horrível do poder perene!


E mais outro: Um poema da "mente", só/mente!

POEMA da 'MENTE'...

Há um Ministro que mente...
Mente de corpo e alma, completa/mente.
E mente de modo tão pungente
Que a gente acha que ele mente, sincera/mente.
Mas mente, sobretudo, impune/mente...
Indecente/mente.
E mente tão habitual/mente, tão hábil/mente,
Que acha que, história afora, enquanto mente,
Nos vai enganar eterna/mente.

Nota: Não sei quem é o autor... com tal mente

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

HUMOR EM TEMPO DE CRISE


- Padre, perdoa-me porque pequei (voz feminina)
- Diga-me filha - quais são os teus pecados?
- Padre, o demónio da tentação se apoderou de mim, pobre pecadora
- Como é isso filha?
- É que quando falo com um homem, tenho sensações no corpo que não
saberias descrever...
- Filha, apesar de padre, eu também sou um homem...
- Sim, padre, por isso vim confessar-me consigo.
- Bem filha, como são essas sensações?
- Não sei bem como explicá-las - neste momento meu corpo se recusa a
ficar de joelhos e necessito ficar mais a vontade.
- Sério??
- Sim, desejo relaxar - o melhor seria deitar-me...
- Filha, deitada como?
- De costas para o piso, até que passe a tensão...
- E que mais?
- É como um sofrimento que não encontro palavras.
- Continue minha filha.
- Talvez um pouco de calor me alivie..
- Calor?
- Calor padre, calor humano, que leve alívio ao meu padecer...
- E com que frequência é essa tentação?
- Permanente padre. Por exemplo, neste momento imagino que suas mãos
massageando a minha pele me dariam muito alívio...
- Filha?!
- Sim padre, me perdoa, mas sinto necessidade de que alguém forte me
estreite em seus braços e me dê o alívio de que necessito...
- Por exemplo, eu?
- Sim padre, você é a categoria de homem que imagino poder me aliviar.
- Perdoa-me minha filha, mas preciso saber tua idade...
- Setenta e quatro, padre.
- Filha... vai em paz que o teu problema é reumatismo..

MENSAGEM A TODOS OS POVOS DO MUNDO

video

Djavan - Humbiumbi

ANGOLA - 35 ANOS DE INDEPENDÊNCIA


FOI A 11 DE NOVEMBRO DE 1975 QUE A BANDEIRA DE ANGOLA INDEPENDENTE FOI HASTEADA E A BANDEIRA PORTUGUESA RESPEITOSAMENTE DOBRADA. TINHAM TERMINADO 5 SÉCULOS DE COLONIZAÇÃO E DE FALTA DE VISÃO POLÍTICA E ESTRATÉGIA DE DESENVOLVIMENTO. SEGUIU-SE-LHE UM SANGRENTO GOLPE DE ESTADO E UMA DOLOROSA GUERRA CIVIL . EU ESTIVE LÁ!
FELIZMENTE, HOJE, ANGOLA É UM PAÍS COM UMA ECONOMIA PUJANTE, EM ACELERADO DESENVOLVIMENTO. NO PANORAMA DAS NAÇÕES OCUPA JÁ UM LUGAR DE RESPEITO.
TEM FALTADO, AOS ACTUAIS DIRIGENTES POLÍTICOS ANGOLANOS, A VISÃO DE JUSTIÇA SOCIAL QUE FALTOU A SALAZAR E CAETANO. NÃO BASTA ERGUER EDIFÍCIOS LUXUOSOS, CRIAR UMA BURGUESIA OFENSIVAMENTE RICA PARA SE DIZER QUE SE É INDEPENDENTE. SÓ UM POVO SEM FOME, COM DIREITO À SAÚDE, COM HABITAÇÃO CONDIGNA, COM INSTRUÇÃO, É VERDADEIRAMENTE LIVRE. TUDO O RESTO É RETÓRICA DEMAGÓGICA.
LULA, NO BRASIL, CONSEGUIU, NO SEU MANDATO, RETIRAR 40 MILHÕES DE BRASILEIROS DA MISÉRIA E CRIAR OUTROS TANTOS MILHÕES DE EMPREGOS. É POSSÍVEL FAZER O MESMO NESTE PAÍS AFRICANO.
DESEJO OS MAIORES ÊXITOS A ANGOLA E AO SEU POVO.
OS VELHOS COLONIZADORES E OS RESTANTES PAÍSES DE LÍNGUA PORTUGUESA ESTÃO ORGULHOSOS DESTA NAÇÃO IRMÃ.
AOC

ANGOLA E PORTUGAL - O POLÍCIA E O FIGURÃO

A CENA PASSA-SE EM ANGOLA

Um advogado dirigia distraído quando, num sinal de PARE, passa sem parar, em frente a uma viatura da Policia de Transito (BET - Brigada Especial de Transito).

Policia: – Boa tarde. Documento do carro e carta de condução.

Advogado: – Mas por que, senhor agente?

Policia: – Não parou no sinal de PARE, ali atrás.
Advogado: – Eu diminui e como não vinha ninguém…
Policia: – Exacto… Documento do carro e carta de condução.
Advogado: – Senhor agente, sabe qual é a diferença jurídica entre diminuir e parar?
Policia: – A diferença é que a lei diz que num sinal de PARE, deve-se
parar completamente. Documento do carro e carta de condução.
Advogado: – Ou não, senhor agente. Eu sou advogado e sei de suas limitações na
interpretação de texto de lei. Proponho-lhe o seguinte: Se o senhor agente conseguir
explicar-me a diferença legal entre diminuir e parar, eu dou-lhe os
documentos e você pode multar-me. Senão, vou-me embora sem multa.
Policia: – Positivo, aceito. Pode fazer o favor de sair do veículo, Senhor
Advogado?
O advogado desce e então os integrantes da BET baixam os cacetetes, soco pra
tudo quanto é lado, chapadas, pontapes…
O advogado grita por socorro, e implora para pararem.
E o policia pergunta:
- Quer que a gente PARE ou DIMINUA?
Advogado: - PARE!…PARE!…PARE!…
Policia: – Positivo… Documento e carta de condução!...

A CENA PASSA-SE EM PORTUGAL

Segundo o DN, o "Ministério Público iliba magistrado que insultou agente da PSP por lhe ter passado uma multa de trânsito."

"Um agente da PSP surpreendeu um magistrado a conduzir e a falar ao telemóvel. O polícia interceptou o procurador e autuou-o. Mas o infractor não gostou e bombardeou-o com palavrões e ameaças. A Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa (PGDL) considera não haver crime de injúrias ou ameaças e arquivou a queixa que o agente da PSP apresentou contra o magistrado.

"Eu não pago nada, apreenda-me tudo, car... Estou a divorciar-me, já tenho problemas que cheguem. Não gosto nada de me identificar com este cartão, mas sou procurador. Não pago e não assino. Ai você quer vingança, então o agente Frederico ainda vai ouvir falar de mim. Quero a sua identificação e o seu local de trabalho", disse o infractor ao polícia"."

[Bem, depois disto, é caso para dizermos aos senhores policias que estão a fazer o seu trabalho: "O senhor não me incomode, estou desempregado, a minha vida anda de pernas para o ar, não tenho nem tempo nem paciência, para isto. Ou então quando estiverem no tribunal, fazerem o mesmo ao dito senhor magistrado". Isto é só um aparte, continue a ler o resto da noticia, pois mais grave do que a falta de respeito à autoridade, foi a impunidade estabelecida ao caso].

"O processo, a que o DN teve acesso, foi arquivado, porque o procurador-geral adjunto que tratou deste caso na PGDL considera que "não incorre em prática de qualquer crime, designadamente o de injúrias ou de ameaças, aquele que, perante o agente de autoridade, em exercício de funções, no acto em que está a ser autuado (por eventual violação de regras de trânsito), a título de desabafo e sem que lhe dirija as palavras, se limita a expressar: "Car...! Já ando com problemas que cheguem e o senhor ainda vai ouvir falar de mim"."
[Isto nem soa ameaça, nem nada!...]

"Na sua opinião, "o vocábulo 'car...' não encerra qualquer epíteto dirigido à autoridade. O alerta de que 'ainda vai ouvir falar de mim', no contexto proferido, não contém a anunciação de um "mal futuro", apto a causar "inquietação, medo ou prejudicar a liberdade". De acordo com o processo, "o infractor, que é procurador da República adjunto no Tribunal Judicial do Seixal, foi interceptado, pelas 14.53 de 27 de Fevereiro de 2009, na Praça das Geminações (Torre da Marinha - Seixal), a conduzir um veículo automóvel e, em simultâneo, a falar ao telemóvel"."

"O agente Frederico "elaborou o respectivo auto de contra-ordenação pela infracção verificada", o qual "não foi assinado pelo infractor (o magistrado) por se ter recusado a fazê-lo", refere o processo.

Segundo o documento, "o condutor praticou infracção rodoviária punível com coima (de 120 a 6000 euros) e com sanção acessória de inibição de conduzir (de um a 12 meses)"."
[Só uma pergunta: O policia poderia ou não ter prendido o magistrado por falta de respeito à autoridade?]

"Por se ter sentido ofendido e ameaçado, o polícia relatou à sua chefia, na PSP, o que lhe disse o infractor no momento em que o autuava. Esses dados chegaram ao procurador-coordenador do Tribunal da Comarca do Seixal, que depois deu notícia hierárquica à Procuradoria-Geral Distrital de Lisboa."

"Com base nestas informações, e após analisar o processo, o procurador-geral adjunto salienta, a propósito, que o infractor, por ser magistrado do Ministério Público, "beneficia de foro especial". Adianta: "sem margem para dúvidas, a matéria comunicada não constitui qualquer ilícito (penal ou disciplinar)"."
[Ah...! ok, quer dizer que o beneficio de foro especial, dá o direito ao desrespeito às regras impostas.]

"Quanto ao uso do vocábulo "car...", o procurador-geral adjunto diz: "Não obstante integrar um termo português de calão grosseiro, foi proferido como desabafo e não como injúria dirigida ao agente autuante. Ou seja, o autor da expressão 'desabafou' sem que tenha dirigido ao autuante o epíteto, chamando-o ou sequer tratando-o por 'Car...'. Na gíria popular, considerado o contexto e as circunstâncias (pendendo divórcio e tendo já problemas, fica aceite uma fase de perturbação do autuado), tal expressão equivale a dizer-se, desabafando 'car..., estou lixado'. Admite-se que houve falta de correcção na linguagem proferida, mas não de molde a beliscar a honorabilidade pessoal e funcional do agente autuante"."
[Porreiro. Agora já podemos dizer estas coisas, pensamos que já perceberam o que têm de dizer depois, para se defenderem.]

"Sobre a expressão "ai você quer vingança, então o agente Frederico ainda vai ouvir falar de mim", considera que "não contém qualquer ameaça, ainda que velada ou insinuante, pois a frase não encerra qualquer promessa de um mal futuro"."
[Claro, é só mesmo uma questão de notoriedade de marca.]

NOTA: É PRECISO IMPORTAR PARA PORTUGAL ESTES BONS EXEMPLOS DE ANGOLA.

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Bako Dagnon live

SALAZAR TORNOU-NOS MEDROSOS E MÍOPES


Os portugueses têm vícios enraizados, que no estrangeiro desaparecem e em Portugal fazem parte do sistema. Habituámo-nos a considerar normais comportamentos que são anormais e toleramos instituições e métodos que em países regrados teriam sido removidos como um obstáculo ou criminalizados e punidos.

Achamos normal Portugal ser, em 178 países, o 32º mais corrupto.

Porque o sistema de Justiça não funciona. E porque somos cúmplices da corrupção. Achamos normal que um autarca condenado por corrupção continue a ser presidente de câmara. Achamos normal que ex-ministros sejam arguidos num caso de corrupção e esperem anos por uma sentença definitiva. Achamos normal que exista um sistema de Justiça feito para os ricos, e para os honorários milionários, e outro para os pobres. Achamos normal que os crimes prescrevam antes de irem a julgamento. Achamos normal que os magistrados, num momento em que são pedidos sacrifícios nacionais, mandem o seu representante sindical dizer que são perseguidos no corte do salário. Achamos normal que outro representante sindical do Ministério Público diga que o relatório do Conselho da Europa sobre Justiça foi manipulado pelo Governo para denegrir a justiça portuguesa.

Não crescemos porque, entre outras coisas, o sistema de Justiça não funciona nem é céçere, e porque a corrupção se disfarça de burocracia. Chegados ao modelo falhado devíamos estar a arregaçar as mangas e a cavar um novo trilho, com gente nova. Certo? Errado.

Cavaco Silva, que foi o maior responsável desse modelo falhado, recandidata-se como se nunca tivesse estado lá e confessa-se "triste" com a nossa crise. Catroga, o homem que o PSD arranja para a mesa das negociações com o PS, sobre o Orçamento, é o mesmo que conhecemos do tempo de Cavaco primeiro-ministro. Ou seja, um dos responsáveis. Entre Catroga e Teixeira dos Santos descubra as diferenças.

Como dizia o príncipe Salina, é preciso que tudo mude para que tudo fique na mesma.

(EXCERTOS DE UMA CRÓNICA PUBLICADA NA REVISTA ÚNICA, EM 30.10.10, DE CLARA FERREIRA ALVES)

NÃO TE CALES, REVOLTA-TE


PARA AVIVAR A MEMÓRIA

Para avivar a memória a quem, por norma, não anota!!!

Um dos Motivos porque o Governo se tornou fiador de 20 mil milhões de euros de transacções intra bancárias......???

Os de hoje, vão estar como gestores de Banca amanhã, pois os de ontem, já estão por lá hoje.

Correcto???? Se pensa que não, vejamos:

EIS A LISTA :

Fernando Nogueira:
Antes -Ministro da Presidência, Justiça e Defesa
Agora - Presidente do BCP Angola
-------------------------------------------------------------
José de Oliveira e Costa:
Antes -Secretário de Estado dos Assuntos Fiscais
Agora -Presidente do Banco Português de Negócios (BPN)
--------------------------------------------------------------------------------
Rui Machete:
Antes - Ministro dos Assuntos Sociais
Agora - Presidente do Conselho Superior do BPN;
Presidente do Conselho Executivo da FLAD
------------------------------------------------------------------------------
Armando Vara:
Antes - Ministro adjunto do Primeiro Ministro
Agora - Vice-Presidente do BCP(demitiu-se de suspeitas de corrupção mas não ficou desempregado)
-------------------------------------------------------------------------------------
Paulo Teixeira Pinto:
Antes - Secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros
Agora - Presidente do BCP (Ex. - Depois de 3 anos de 'trabalho',
Saiu com 10 milhões de indemnização !!! e mais 35.000EUR x 15 meses por ano até morrer...)
-----------------------------------------------------------------------------------
António Vitorino:
Antes -Ministro da Presidência e da Defesa
Agora -Vice-Presidente da PT Internacional;
Presidente da Assembleia Geral do Santander Totta - (e ainda umas 'patacas' como comentador RTP)
----------------------------------------------------------------------------
Celeste Cardona:
Antes - Ministra da Justiça
Agora - Vogal do CA da CGD
------------------------------------------------------------------------------
José Silveira Godinho:
Antes - Secretário de Estado das Finanças
Agora - Administrador do BES
--------------------------------------------------------------------------------
João de Deus Pinheiro:
Antes - Ministro da Educação e Negócios Estrangeiros
Agora - Vogal do CA do Banco Privado Português.
-------------------------------------------------------------------------------------
Elias da Costa:
Antes - Secretário de Estado da Construção e Habitação -
Agora - Vogal do CA do BES
-------------------------------------------------------------------------------------
Ferreira do Amaral:
Antes - Ministro das Obras Públicas (que entregou todas as pontes a jusante de Vila Franca de Xira à Lusoponte)
Agora - Presidente da Lusoponte, com quem se tem de renegociar o contrato.
------------------------------------------------------------------------------------
etc etc etc...
O que é isto ?
Cunha ?
Gamanço ?

É Portugal no seu explendor .
...e depois até querem que se declarem as prendas de casamento e o seu valor.
Já é tempo de parar!
Não te cales,DENUNCIA!
REVOLTA-TE!

CABO-VERDE - SALOMÉ VITÓRIA-ADZERSEN


http://liberal.sapo.cv/noticia.asp?idEdicao=64&id=30727&idSeccao=525&Action=noticia

http://www.expressodasilhas.sapo.cv/pt/noticias/go/solidariedade--familia-alema-caboverdiana-alia-se-a-cmp-a-favor-do-jardim--florido

O FAMOSO AZULEJO DE TOLEDO

MAMÃO


O mamão (Carica papaya), originário da América Tropical, é uma das melhores frutas do mundo, tanto pelo seu valor nutritivo, como pelo poder medicinal. Cada parte desta planta é preciosa, a começar pelo tronco! De sua parte interna, retira-se uma polpa que - depois de ralada e seca - semelha-se ao coco ralado.
É rica em propriedades nutritivas e aproveitada em alguns lugares no preparo de deliciosas rapaduras.
O cozimento das raízes dá um tônico para os nervos, e é também remédio para as hemorragias renais.
As folhas do mamoeiro, após secas à sombra, têm aplicação no preparo de agradável chá digestivo que pode ser dado livremente às crianças, pois não contém cafeína.
O suco leitoso extraído das folhas é o vermífugo mais enérgico que se conhece. Usa-se diluído em água. Ainda é digestivo e cura feridas. Em diversos lugares, a medicina popular o utiliza para tratar eczemas, verrugas e úlceras.
Os índios preparam a carne envolvendo-a com folhas de mamoeiro por algumas horas antes de levá-la ao fogo. Este processo amacia a carne.
Com as flores do mamoeiro macho prepara-se um maravilhoso xarope que combate a rouquidão, tosse, bronquite, gripe e indisposições gástricas causadas por resfriados.
Coloca-se um punhado de flores, com um pouco de mel em vasilha resistente ao calor, mas que não seja de alumínio. Acrescenta-se um copo de água fervendo, tapando-se bem. Depois de esfriar, toma-se às colheradas, de hora em hora.
Com o fruto verde faz-se um doce maravilhoso. Pode-se também prepará-lo ensopado ou ao molho branco. É uma iguaria!
O mamão maduro: é altamente digestivo (cada grama de papaína - fermento solúvel contido no fruto digere 200g de proteína); tem mais vitamina C que a laranja e o limão; contribui para o equilíbrio ácido-base do organismo; é diurético, emoliente, laxante e refrescante; cura prisão de ventre crónica comido em jejum, pela manhã, faz bem ao estômago é eficaz contra a diabete, asma e icterícia; bom depurativo do sangue; não pode faltar na alimentação da criança, pois favorece o seu crescimento.
Depois de se comer o mamão, esfrega-se a parte interna da casca sobre a pele para tirar manchas, suavizar a pele áspera e eliminar rugas.
Mastigar de 10 a 15 sementes frescas elimina vermes intestinais, regenera o fígado e limpa o estômago. Comidas em quantidade, são eficazes contra câncer e tuberculose.
Faltava dizer que qualquer uso que se faça de qualquer parte desta planta, traz consigo uma ação vermífuga poderosa, o que bastaria para destacar sua importância.
Melhor que consumir frutos do supermercado (colhidos verdes e amadurecidos à força no carbureto), é colhê-los já maduros no pé, no próprio quintal pois além disso serão livres de agrotóxicos.
Num espaço bem apertado cabem vários mamoeiros. Eles gostam de terra boa, bem adubada. Por exemplo, com lixo de cozinha.
O consumo do mamão é recomendado pelos nutricionistas por constituir um alimento rico em licopeno (média de 3,39 mg em 100 gr), vitamina C e minerais importantes para o organismo. Quanto mais maduro, maior a concentração desses nutrientes.
           

POEMA - "SOU DA MESMA TERRA QUE TU"



" Um beijo sem nome" do livro "Vozes ao Vento"


Quando te disse
Que era da terra selvagem
Do vento azul
E das praias morenas...
Do arco-íris das mil cores
Do Sol com fruta madura
E das madrugadas serenas....

Das cubatas e musseques
Das palmeiras com dendém
Das picadas com poeira
Da mandioca e fuba também...

Das mangas e fruta pinha
Do vermelho do café
Dos maboques e tamarindos
Dos cocos, do ai u'ééé...

Das praças no chão estendidas
Com missangas de mil cores
Os panos do Congo e os kimonos
Os aromas, os odores...

Dos chinelos no chão quente
Do andar descontraído
Da cerveja ao fim da tarde
Com o Sol adormecido...

Dos merenges e do batuque
Dos muquixes e dos mupungos
Dos imbondeiros e das gajajas
Da macanha e dos maiungos.

Da cana doce e do mamão
Da papaia e do caju...

Tu sorriste e sussurraste
"Sou da mesma terra que tu!

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Cascatas do Parque de Monserrate-Sintra

Sintra

Mozart - Requiem

BENFICA, SPORTING E PORTO


Sabem qual é neste momento, o plantel mais caro em Portugal?

BENFICA???...

SPORTING???...

PORTO???...

Nãooooooooooooo!!!! Estão absolutamente enganados!!!

É ESTE

Não "jogam" nada, esbanjam as oportunidades, ganham demasiado para aquilo que produzem e a cláusula de rescisão é elevadíssima! E ainda roubam o próprio clube.

SEGUE a lista dos suplentes...

(PODE NÃO PARECER, MAS SÃO VALORES MENSAIS!!!!....)

-Mata da Costa: Presidente dos CTT, 200.200 Euros
-Carlos Tavares: CMVM, 245.552 Euros
-Antonio Oliveira Fonseca: Metro do Porto, 96.507 Euros
-Guilhermino Rodrigues: ANA, 133.000 Euros
-Fernanda Meneses: STCP, 58.859 Euros
-José Manuel Rodrigues: Carris 58.865 Euros
-Joaquim Reis: Metro de Lisboa, 66.536 Euros
-Vítor Constâncio: Banco de Portugal, 249.448 Euros (este é que pode pagar mais IRS)
-Luís Pardal: Refer, 66.536 Euros
-Amado da Silva: Anacom, Autoridade Reguladora da Comunicação Social, ex-chefe de gabinete de Sócrates, 224.000 Euros
-Faria de Oliveira: CGD, 371.000 Euros
-Pedro Serra: AdP, 126.686 Euros
-José Plácido Reis: Parpública, 134.197 Euros
-Cardoso dos Reis: CP, 69.110 Euros
-Vítor Santos: ERSE, Entidade Reguladora da Energia, 233.857 Euros
-Fernando Nogueira: ISP, Instituto dos Seguros de Portugal, 247.938 euros (este não é o ex-PSD que se encontra em Angola !! )
-Guilherme Costa: RTP, 250.040 Euros
-Afonso Camões: Lusa, 89.299 Euros
-Fernando Pinto: TAP, 420.000 Euros
-Henrique Granadeiro: PT, 365.000 Euros

E ainda faltam as Estradas de Portugal, EDP, Brisa, Petrogal, todas as outras Observatórios e reguladoras ... Vilanagem É um fartar enfim! E pedem contenção!!
Imaginem o que é pagar um Subsídio de férias ou de Natal a estes senhores:''Tome lá meu caro amigo 350.000 € para passar férias ou fazer compras de Natal''.
E pagar-lhes esta reforma ... É no mínimo imoral e no máximo corrupção à sombra da lei ... Até porque estes cargos não são para técnicos, Mas são de nomeação política .. É isto que lhes retira toda e qualquer credibilidade junto do povo e dos quadros técnicos.


OS NOSSOS IMPOSTOS ALIMENTAM ESTE BANQUETE, ONDE A CRISE NÃO BATE À PORTA .

ACREDITA EM ESPÍRITOS?

video

PORQUE SERÁ QUE OS POLÍTICOS TÊM MEDO DA ISLÂNDIA?


ISLANDIA

Suspeitos de afundarem finanças islandesas começam a ser detidos .Dois ex-directores do banco islandês Kaupthing, nacionalizado de urgência em 2008, foram presos esta quinta-feira. Mas a lista de possíveis detidos envolve mais de 125 personalidades, segundo a imprensa.
Os directores de bancos islandeses que arrastaram o país para a bancarrota em finais de 2009 foram presos por ordem das autoridades, sob a acusação de conduta bancária criminosa e cumplicidade na bancarrota da Islândia.
Os dois arriscam-se a uma pena de pelo menos oito anos de cadeia, bem como à confiscação de todos os bens a favor do Estado e ao pagamento de grandes indemnizações.
A imprensa islandesa avança que estas são as primeiras de uma longa lista de detenções de responsáveis pela ruína do país, na sequência do colapso bancário e financeiro da Islândia.
Na lista de possíveis detenções nos próximos dias e semanas estão mais de 125 personalidades da antiga elite política, bancária e financeira, com destaque para o ex-ministro da Banca, o ex-ministro das Finanças, dois antigos primeiros-ministros e o ex-governador do banco central.
A hipótese de cadeia e confiscação de bens paira também sobre uma dezena de antigosdeputados, cerca de 40 gestores e administradores bancários, o antigo director da Banca, os responsáveis pela direcção-geral de Crédito e vários gestores de empresas que facilitaram a fuga de fortunas para o estrangeiro nos dias que antecederam a declaração da bancarrota.
Em Outubro de 2008, o sistema bancário islandês, cujos activos representavam o equivalente a dez vezes o Produto Interno Bruto do país, implodiu, provocando a desvalorização acentuada da moeda e uma crise económica inédita.

Nós por cá... todos bem ...

JA COMEÇOU A CAMPANHA PARA AS PRESIDENCIAIS EM PORTUGAL


Cavaco não quer outdoors porque já tem um … Custou-nos 4 mil milhões!

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

SOS - HUMOR EM TEMPO DE CRISE


Um polícia do 112 atendeu o telefone e foi anotando o pedido de socorro:
- POR FAVOR, MANDEM ALGUÉM, URGENTE, ENTROU UM GATO AQUI EM CASA!
- Mas como assim, um gato em casa ?
- UM GATO ! ELE INVADIU A MINHA CASA E ESTÁ A CAMINHAR NA MINHA DIRECÇÃO.
- Mas como assim? Você quer dizer, um ladrão?
- NÃO! ESTOU A FALAR DE UM GATO MESMO, DESSES QUE FAZEM MIAU,
- Mas o que tem de mais um gato ir na sua direcção ?!
- ELE VAI-ME MATAR! E VOCÊS SERÃO OS CULPADOS!
- Quem está a falar! ?!
- É O PAPAGAIO, PORRA!

Fantasia G minor by J. S. Bach BWV 542